Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Deputada Rebecca Garcia deve fechar aliança com Eduardo Braga nas eleições do AM

A deputada federal irá participar de uma reunião com o senador nesta terça-feira (24), para definir a aliança do PP com o PMDB na disputa ao Governo do Estado

Eduardo Braga diz que apoiará candidatura de Rebecca Garcia

Eduardo Braga deve receber apoio de Rebecca Garcia nas eleições de 2014 (acritica.com)

senador Eduardo Braga (PMDB), nesta terça-feira (24), para definir se ingressa na chapa do peemedebista como candidata à vice-governadora. Segundo a deputada, a definição ainda só não foi dada por conta da agenda de Braga, que na semana passada percorreu sete municípios do interior, e em função dos jogos da Copa do Mundo.

“Nós tivemos uma conversa com o PMDB na última semana e ficamos de voltar a conversar nessa. Devo estar sentando com o Eduardo (Braga) de novo amanhã (hoje)”, revelou a parlamentar em entrevista por telefone para A CRÍTICA ontem.

Rebecca Garcia disse que o martelo ainda não foi batido, mas que o entendimento é o caminho natural entre eles. “Não tem ainda nada fechado, mas o projeto de união nós entendemos que fortalece os dois partidos”, disse a deputada.

A confirmação da aliança entre o pré-candidato à reeleição José Melo (Pros) e o prefeito Artur Neto (PSDB), com quem Rebecca vinha ensaiando uma chapa, intensificou a preocupação de fortalecimento do PP, “que ficou sem tempo para construir uma aliança”.

A deputada disse que ficou surpresa com a opção de Artur e do PSDB. “Eu disse que ele (Artur) não tinha obrigação nenhuma de me apoiar, mas que me avisasse se não fosse me apoiar para eu ter tempo de construir uma aliança”, afirmou.

“Eu até entendo, seja lá pelos motivos que forem, seja por convênios, enfim. Eu como manauara jamais quero que algum tipo de coisa venha prejudicar a cidade por causa de uma aliança comigo, de maneira alguma”, disse, sobre a justificativa dada pelo prefeito para a aliança com Melo. “Agora, o que eu acho é que não foi correto”, acrescentou.

Declaração do prefeito Artur Neto dada na convenção que selou a aliança PSDB/Pros no sábado desagradou Rebecca. Na ocasião, Artur afirmou que a decisão de apoiar Melo já havia sido tomada há muito tempo e que só não tinha confirmado o apoio para preservar seu trabalho à frente da prefeitura. “Se isso é verdade, fica feio para ele (Artur): Ele já ter tomado a decisão há muito tempo e ficar dando a entender que nós estaríamos juntos”, disse a deputada.

Com a adesão do PP, Eduardo Braga contará com uma coligação formada por 12 partidos. José Melo tem o apoio de cinco.

‘Onde estivermos estará a renovação’

Rebecca Garcia afirmou que a aliança com Eduardo Braga não acaba com seu discurso de renovação. “Temos a certeza muito clara de que onde nós estivermos estará a renovação porque a mulher faz parte da renovação”, sustentou.

A deputada disse que o rompimento com o PSDB a forçou a buscar alianças com outras siglas e que o atrito com o PMDB ficou no passado, mas que continua sendo uma pessoa que tem lado. “Quando eu, naquele momento, entendi que não era interessante que o PP estivesse ao lado do Eduardo, fiquei dois anos sem dar bom dia para o Eduardo – diferente de outros partidos que vinham cantando estar separados e que conversavam naturalmente, tentando construir possibilidades no futuro. Agora, se não deu certo de uma maneira, na política a gente tem que abrir concessões, sinceramente é melhor sair”, disse.

“Do jeito que foi construído o movimento por parte do prefeito Artur, do Melo e do Omar, eles iam me deixar sozinha sem condições de eleger ninguém”, disse. Segundo Rebecca, a intenção inicial da executiva nacional do PP era firmar aliança com o PMDB, mas ela conseguiu reverter. O PP colocou uma condição: “o partido não poderia sair menor do que está. Eu preciso fortalecer o meu partido”, disse.