Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Dilma Rousseff visita Manaus em meio à greve e obra inacabada da Arena da Amazônia

Agenda da presidente incluía a inauguração da Arena, porém, o governador Omar Aziz (PSD) anunciou que isso não poderia acontecer devido o Estádio não está pronto

Governador reeleito Omar Aziz participou de encontro em Brasília com a candidata Dilma Rousseff

Governador Omar Aziz declarou nesta segunda-feira que não poderia inaugurar a Arena Amazônia na sexta-feira porque as obras do estádio ainda não estão concluídas (Agecom)

Além da base aliada do Amazonas rachada em torno do palanque único, a presidenta Dilma Rousseff (PT) deve ser recepcionada em Manaus por uma greve de trabalhadores da Arena da Amazônia, cuja inauguração tem previsões diferentes por parte dos Governos do Amazonas e o Federal.

Nesta segunda-feira (10), a assessoria de comunicação da Presidência da República informava que, até as 19h (horário de Brasília), a agenda da presidente incluia a inauguração da Arena da Amazônia às 14h da sexta-feira. Já a Agência de Comunicação do Estado do Amazonas (Agecom) divulgou informação de que o governador Omar Aziz (PSD) declarou que a Arena não poderia ser inaugurada porque está inacabada.

O coordenador da Unidade Gestora da Copa, Miguel Capobiango, afirmou que a decisão para a data da inauguração da Arena é exclusiva do governador Omar Aziz e da presidente Dilma Rousseff. “Na verdade, não está dependendo da gente. O governador irá alinhar a agenda dele e a da presidente. Não quero polemizar”, declarou.

Capobiango afirmou que de fato há uma série de detalhes a serem finalizados na Arena da Amazônia, que não podem ser concluídos até a sexta-feira. No entanto, informou que o Maracanã, por exemplo, foi inaugurado e os acabamentos foram concluídos depois.

A Arena da Amazônia, segundo o coordenador, só estará 100% finalizada após os três testes com públicos exigidos pela Fifa. A iluminação interna, por exemplo, será testada esta semana. As obras de acabamento, segundo ele, são detalhes que têm que ser finalizados aos poucos e independem da inauguração oficial. “A FIFA quer que entreguemos tudo em maio com tudo funcionando. Vamos fazer um evento com 10 mil pessoas e depois vamos ver o que precisa ajustar. Depois faremos outro evento com 20 mil pessoas”, declarou Capobiango.

Segundo a assessoria da presidência, a presidente Dilma chega a Manaus na quinta-feira e irá anunciar obras para a mobilidade urbana. Na sexta, irá entregar unidades habitacionais do Viver Melhor e inaugurar a Arena da Amazônia.

Greve

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, Cícero Custódio, declarou, nesta segunda-feira, que a categoria se prepara para paralisar em 100% todas as obras em andamento na cidade durante a visita da presidente. Está prevista para hoje uma paralisação dos trabalhadores da Arena para protestar por apoio a familiares de quatro trabalhadores que morreram na obra. “Vamos parar 100% para que a presidente veja como os trabalhadores são humilhados pela empresa de fora e que esse projeto Minha Casa, Minha Vida não chega até os trabalhadores que precisam”.