Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Terceirizadas da Eletrobras Amazonas Energia ameaçam paralisar serviços

Do total, nove empresas que trabalham na implantação do programa Luz para Todos no interior do Estado e das que prestam serviços de ligação e religação em Manaus, podem parar de trabalhar por falta de pagamento

Em Manaus, empresas contratadas da Eletrobras Amazonas Energia prestam serviços de corte e religação e também de assistência em casos emergenciais

Em Manaus, empresas contratadas da Eletrobras Amazonas Energia prestam serviços de corte e religação e também de assistência em casos emergenciais (Clóvis Miranda)

A falta de pagamento dos contratos das empresas que trabalham na implantação do programa Luz para Todos no interior do Estado e das que prestam serviços de ligação e religação na capital, pode levá-las a paralisar completamente os serviços nas próximas horas. Em carta enviada nesta quarta-feira (05) à Associação dos Municípios do Amazonas (Ama), representantes de empresas denunciaram não receber pagamentos desde outubro do ano passado, enquanto as que atuam na da capital, estão há um mês sem os recursos.

Do total, nove empresas detentoras dos contratos denunciaram o problema e pediram providências das autoridades em relação ao pagamento dos contratos, alertando que se houver paralisação dos serviços de manutenção, o caos estará instalado no setor elétrico. No caso do Luz para Todos, após quatro meses de obra, pelo menos 30% do total foi concluído, o que coloca em perigo o direito dos consumidores que seriam atendidos e os empregos diretamente gerados.

Ameaça

De acordo com eles, por conta do contrato, a Eletrobras Amazonas Energia obrigou as empresa a investirem cerca de R$ 50 milhões na contração de equipes e aquisição de material, o que as está levando a inadimplência junto aos fornecedores, receita federal e funcionários, configurando-se um estado de falência que vai provocar a paralisação da obras do Luz para Todos e até os serviços de ligação e religação, caso não sejam efetuados os pagamentos das medições em atraso.

A Eletrobras Amazonas Energia informou, por meio da assessoria de imprensa, não ter confirmado junto à direção do programa os atrasos o que deverá ser feito hoje e só assim poderá e pronunciar sobre o problema.

Programa leva energia a 413 mil

A previsão do Programa para 2013 era de atender mais 13.095 novas unidades consumidoras com um custo de cerca de R$ 188 milhões, mas de acordo com dados do Governo Federal, desde o início da execução do Programa no Estado, em 2004, já foram construídos 13.182,76 km de rede de distribuição rural em média e baixa tensão e realizadas 83.172 atendimentos em domicílios rurais. Esse número seria superior ao estipulado nos Termos de Compromisso assinados pelo Ministério das Minas e Energia (MME), Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Eletrobras e Governo Estadual, que era de 81 mil atendimentos.

INVESTIMENTOS

Com o investimento da ordem de R$ 655 milhões, o programa já beneficiou uma população de aproximadamente 415.860 pessoas em todo o Amazonas, disponibilizando serviços essenciais e da possibilidade de maior incremento na criação de emprego e renda nas comunidades rurais atendidas. Pelo menos 2.357 obras foram executadas para levar energia elétrica a quem ainda não contava com esse benefício. Mais de 161 mil postes e redes de distribuição foram instalados em regiões consideradas remotas e de difícil acesso no interior do Estado.