Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Primeiros atos: Governador José Melo nomeia irmão e exonera direção do Corpo de Bombeiros

Esse foi um dos primeiros atos do governador do Amazonas empossado na sexta-feira. Em entrevista ao jornal A Crítica, José Melo justificou o convite ao irmão

Governador José Melo assumiu o cargo na sexta-feira. Ex-secretário Evandro Melo deixou a Semsa na semana passada

Governador José Melo assumiu o cargo na sexta-feira. Ex-secretário Evandro Melo deixou a Semsa na semana passada (Winettou Almeida e Divulgação/Semcom)

Em seu primeiro dia de trabalho, o governador recém-empossado do Amazonas, José Melo (Pros), nomeou o irmão, Evandro Melo (Pros), como um dos seus secretários extraordinários, pela manhã, e à tarde se inteirou “in loco” sobre a situação financeira do Estado na Sefaz, numa longa reunião com o secretário Afonso Lobo. O novo governador assinou ainda a demissão de toda a direção do Corpo de Bombeiros.

Tanto a nomeação do irmão do governador quanto as exonerações no Corpo de Bombeiros devem ser publicadas no Diário Oficial nesta quarta-feira (09), que circulará nesta terça-feira (08).

Evandro Melo assumiu o cargo de Secretário Extraordinário no lugar de Saulo Horácio de Mendonça Furtado. Como herança do “staff” do ex-governador Omar Aziz, o primeiro escalão do Estado conta com quatro cargos de secretários extraordinários sem uma definição clara da importância da função para a administração pública. O irmão do governador deixou, na semana passada, a função de secretário municipal de Saúde, para a qual havia sido nomeado quando o prefeito Artur Neto assumiu, em 2013.

Em entrevista ao jornal A Crítica, no dia 27 de março, o governador José Melo justificou o convite ao irmão para compor a gestão dele por causa dos 25 anos de trabalho de Evandro Melo no serviço público do Estado. José Melo afirmou que dos cinco irmãos, apenas Evandro trabalha no meio político. Disse que precisa de um secretário em que ele pudesse centralizar informações e ligar de qualquer canto do Estado. “Eu fiz um convite ao Evandro porque ele é uma das pessoas com mais experiência. Há 25 anos milita no serviço publico, conhece o Governo por dentro e por fora. O Evandro é uma pessoa que eu quero trazer para o meu Governo para que, nas minhas viagens e andanças, tenha um ponto de referência”, disse.

José Melo afirmou que Evandro será um secretário, “pelos laços umbilicais”, de confiança. “Todos os meus secretários são de confiança. Ele será mais um de confiança”.

Pela manhã, o novo governador visitou a obra do Complexo Viário do Quarenta e se reuniu com o prefeito de Codajás, Abrahan Lincon (PSD). À tarde, segundo a assessoria dele, José Melo foi à Sefaz e se reuniu com o titular da pasta, Afonso Lobo, além de atender outros secretários no local.

Comando entregou cargos

Os membros do comando do Corpo de Bombeiros procuraram o governador José Melo, nesta segunda-feira (07), e pediram exoneração dos cargos. A publicação da saída do comandante Antônio Dias e do subcomandante Carlos Bacelar Martins deve ser publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de amanhã que circulará nesta terça-feira (08), conforme A CRÍTICA apurou.

A exoneração do alto escalão do Corpo de Bombeiros ocorre cerca de um mês após o Ministério Público denunciar que membros da corporação estavam envolvidos em crimes de improbidade administrativa, corrupção e formação de quadrilha num esquema de vendas de autos de vistoria para estabelecimentos privados. Entre os denunciados, está o subcomandante Carlos Bacelar. Procurado, ontem, pela reportagem, Antônio Dias declarou: “No tempo que eu servi aqui, fui leal”.