Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Impostos pagos pelos amazonenses somaram R$ 2,6 bi

Os contribuintes do Amazonas pagaram esta quantia até esta segunda-feira (14), segundo o Impostômetro, ferramenta da Associação Comercial de São Paulo (ACSP)

Haverá mais dinheiro no caixa da Semef a um custo maior para o contribuinte, que arcará com os impostos mais caros

Segundo a ACSP, a tendência é de alta da carga tributária em 2014 em razão da situação mais apertada das contas públicas (Reprodução/Internet)

Desde o início do ano, até esta segunda-feira (14), os brasileiros pagaram R$ 497, 9 bilhões em impostos federais, estaduais e municipais, segundo o Impostômetro, ferramenta da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), criada em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT). Desse total, os contribuintes do Amazonas entraram com R$ 2,669 bilhões.

O painel eletrônico que calcula a arrecadação em tempo real, apontou ainda que ao mês, o amazonense contribuiu com R$ 771,4 milhões e ao dia R$ 25,7 milhões. Já o volume pago por hora chega a R$ 1,071 milhão e por minuto R$ 17,8 mil.

O resultado é o somatório da arrecadação dos tributos federais, estaduais e municipais. O valor dos gastos pagos pelos contribuintes parte do dia 1º de janeiro em 2014 até às 15h45 desta segunda.

Segundo a ACSP, a tendência é de alta da carga tributária neste ano em razão da situação mais apertada das contas públicas. O secretário executivo da Receita da Secretaria do Estado da Fazenda do Estado do Amazonas (Sefaz-AM), Jorge Jatahy, preferiu não adiantar os valores, mas adiantou que a arrecadação no Estado deve atingir um crescimento de 32% neste primeiro trimestre, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Ele atribui esse crescimento ao efeito Copa, devido a maior importação de insumos, estes convertidos na arrecadação e produção, o que pode levar a secretaria a arrecadar mais que os 12% previsto para o ano. Jorge Jatahy ressaltou que a arrecadação para o ano poderia elevar ainda mais se não houvesse a greve dos servidores a Suframa.

Apuração anual

Em 2013 o Estado do Amazonas arrecadou R$ 8,064 bilhões, resultado nominal 12,34% resultado maior que o apurado no ano anterior (R$ 7,178 bilhões). Em termos reais, com o desconto da inflação do período, o valor contabilizado no exercício passado foi 5,79% superior na comparação com o obtido no ano anterior, segundo a Sefaz-AM.

O secretário da Fazenda do Estado, Afonso Lobo, explicou que o aumento da arrecadação própria obtido no ano passado, só foi possível graças ao empenho dos técnicos da Sefaz e ao investimento feito pelo Governo em tecnologia, que tem tornado os controles da receita mais eficientes.

Para este ano, a meta é seguir na mesma política de 2013 e melhorar a arrecadação, principalmente com a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFCe).