Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Perigoso líder da facção criminosa Família do Norte cumprirá prisão em casa

A defesa do preso André Alves dos Santos, o André 'Arapapá', entrou com pedido de prisão domiciliar alegando que André Arapapá está com tuberculose

Apesar de ter uma extensa lista de crimes, o traficante “Arapapá” foi beneficiado com direito a tratamento em casa

Apesar de ter uma extensa lista de crimes, o traficante “Arapapá” foi beneficiado com direito a tratamento em casa (Euzivaldo Queiroz)

O traficante de drogas André Alves dos Santos, o André “Arapapá”, preso no dia 26 de fevereiro deste ano junto com mais nove supostos membros da facção criminosa Família do Norte (FDN), teve a prisão preventiva substituída pela prisão domiciliar. Ele deverá ficar quatro meses, no mínimo, em casa em tratamento médico, segundo decisão da desembargadora da 2ª Câmara Criminal Encarnação das Graças Sampaio Salgado.

A defesa do preso entrou com pedido de prisão domiciliar alegando que André Arapapá está com tuberculose e por isso precisa fazer o tratamento severo em domicílio, por inspirar cuidados que são incompatíveis com os oferecidos no sistema prisional dado o risco de contaminação. A decisão foi concedida no sábado, 23, pela desembargadora, após atestado assinado pelo médico José Luis Souza, CRM-394.

Perigoso

André “Arapapá” é apontado pela polícia como chefe da facção na Zona Centro-Sul e de comandar o tráfico nos bairros Praça 14, Cachoeirinha e Petrópolis. Ele foi preso junto com Diego Railton da Costa, 25, e Júlio César Lumiar Ferreira, 33. Além deles, foram presos em flagrante, por tráfico de drogas, Eduardo de Oliveira Silva, 26, Natanael Santiago da Silva, 31 e Charles Adriano Matos de Jesus, 25.

Com o bando foram apreendidos na época 12 porções de cocaína, um revólver calibre 38 com quatro munições, seis celulares, um carro Ford Ka de cor prata e placas NOR-2408, uma moto CG 125 Fan de cor preta e placa NOJ-6878 e R$ 164 em espécie. As prisões foram em cumprimento de mandados de prisões expedidos pelo juiz Julião Sobral.

No dia seguinte a polícia prendeu outros membros do bando. Marcléia da Silva Nogueira, 25, foi presa na rua Elídio Lopes, Japiim, Leandro Roque Gonçalves, 22, foi preso na rua Carmem Miranda, Cachoeirinha e Esdras Cavalcante Pinto, 31, conhecido como “Maldição”, “Abençoado” ou “Psicopata” foi preso em um posto de gasolina na avenida das Torres, Cidade Nova. Em posse dele havia uma porção de cocaína em pó.