Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

MPE investiga incêndio que destruiu 'Sistema Guardião' usado pela Seai no Amazonas

Promotoria levantará se houve negligência no incidente que destruiu aparelho de monitoramento de ligações telefônicas usado pela da Seai

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada no dia 22 de fevereiro para conter o incêndio que destruiu sala-cofre da Seai

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada no dia 22 de fevereiro para conter o incêndio que destruiu sala-cofre da Seai (Joana Queiroz)

A 79ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa e Proteção do Patrimônio Público abriu um procedimento para investigar se o incêndio que destruiu o aparelho de monitoramento de ligações telefônicas, chamado guardião, ocorreu por negligência da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai).

A investigação será conduzida pela promotora de Justiça Wandete de Oliveira Neto. A abertura do procedimento foi publicada na edição de ontem do Diáro Eletrônico do Ministério Público Estadual (MPE). O incêndio na sala-cofre da Seai aconteceu no dia 22 de fevereiro deste ano.

Matéria publicada na edição de A CRÍTICA do dia 3 de março mostrou que a incineração do Sistema ‘Guardião’, superaparelho de escuta telefônica usado pela Seai ocorreu às vésperas de inspeção que seria realizada pelo Ministério Público Estadual. A reportagem apurou, à época, que as gravações feitas pelo aparelho teriam sido perdidas. Essa informação rebatida, dias depois, pelo delegado-geral da Polícia Civil do Estado do Amazonas (PC-AM), Josué Rocha.

Na mesma edição, o Diário Eletrônico do MPE publicou a instauração de um inquérito civil para apurar a possível aplicação indevida de recursos públicos na realização do FIFA FAN FEST, durante a realização dos jogos da Copa do Mundo. A promotora aponta “possível irregularidade e desvio de finalidade na despesa pública, pois o gasto não almeja o atendimento do interesse público”.

O Fifa Fan Fest foi realizado em um espaço montado na praia da Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus. Diversos cantores de expressão nacional se apresentaram antes e depois dos jogos da Copa, entre eles Nando Reis, Zeca Baleiro, Israel Novaes.

A Promotoria de Defesa e Proteção do Patrimônio Público vai investigar também se Secretaria Municipal de Infraestrutura causou dano aos cofres públicos nas obras de recapeamento das ruas de Manaus, principalmente dos bairros da periferia, levando em consideração a qualidade do material utilizado, o método utilizado na obra e a ausência de garantia da empreiteira.

As apurações realizadas pelo MPE podem, ao final, levar à apresentação de processos na Justiça ou ao arquivamento dos inquéritos, caso a promotora se convença, a partir das informações levantadas junto aos órgãos da Prefeitura de Manaus e ao Governo do Estado, de que não houve irregularidade.