Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Ministro anuncia novas propostas para a Zona Franca de Manaus

As propostas foram feitas pelo ministro do desenvolvimento, indústria e comércio exterior, Mauro Borges, durante a 266ª reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS), a primeira de 2014

O ministro prometeu ainda a liberação de R$ 10 milhões para obras de infraestrutura das ruas do distrito Industrial e para a logística do modelo Zona Franca

O ministro prometeu ainda a liberação de R$ 10 milhões para obras de infraestrutura das ruas do distrito Industrial e para a logística do modelo Zona Franca (Jornal A Crítica)

A criação de uma agenda de competitividade para a Zona Franca de Manaus (ZFM) e a inserção do modelo de forma integrada na política de produção industrial brasileira foram alguns dos compromissos assumidos pelo novo ministro do desenvolvimento, indústria e comércio exterior, Mauro Borges.

As propostas, que devem ser implementadas após a aprovação em definitivo da Proposta de Emenda à constituição (PEC) que visa prorrogar o modelo por mais 50 anos, foram feitas durante a 266ª reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS) – a primeira reunião do ano – que aprovou 41 projetos, sendo 13 de implantação e 28 de atualização, diversificação ou ampliação.

Segundo o novo titular da pasta, as ações previstas compõem o cumprimento de uma série de compromissos feitos anteriormente pelo governo federal à Superintendência da zona Franca de Manaus. “A ideia é que possamos trabalhar de forma efetiva na construção de um plano que torne a Suframa e o modelo ZFM modernos e capazes de ser mais competitivos em âmbitos nacional e internacional”, detalhou.

Já a inserção do modelo na política industrial do país, segundo o representante, deve proporcionar mais autonomia à Zona Franca de Manaus e evidenciar sua importância no processo de desenvolvimento econômico do país. “O polo Industrial de Manaus não pode mais ficar isolado. Ele precisa de integração para conseguir crescer ainda mais”, defendeu.

Outros compromissos

Durante a reunião, o titular do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) assumiu outros compromissos com o parque fabril amazonense. De acordo com ele, a reestruturação dos cargos e salários dos trabalhadores, demanda que causou uma paralisação de quase dois meses por parte dos servidores da autarquia, deve começar a ser discutida em 15 dias. A primeira reunião do grupo de trabalho foi marcada para o próximo dia 21.

O ministro prometeu ainda a liberação de R$ 10 milhões para obras de infraestrutura das ruas do distrito Industrial e para a logística do modelo Zona Franca. Ele também anunciou que o Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) terá o processo de identidade jurídica finalizado ainda no primeiro semestre deste ano. “Estamos finalizando o planejamento executivo para ser aprovado pelo Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão (Mpog) e pela Casa Civil”, garantiu.