Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Partidos políticos unem forças para lançar Hissa Abrahão ao Governo do Amazonas

‘Aliança PPS-PSB é natural’, afirma presidente nacional do PPS, Roberto Freire, que também garantiu que o vice-prefeito é o melhor para o Estado do AM

Vice-prefeito de Manaus Hissa Abrahão (à esquerda) e o presidente nacional do PPS, deputado federal Roberto Freire

Vice-prefeito de Manaus Hissa Abrahão (à esquerda) e o presidente nacional do PPS, deputado federal Roberto Freire (Divulgação - Assessoria PPS/PE )

Em meio ao longo período de hibernação do PSB-AM nas discussões públicas pré-eleitorais, o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, declarou que a aliança PSB e PPS para lançar o vice-prefeito Hissa Abrahão (PPS) ao Governo do Amazonas irá “fluir naturalmente”. Freire afirmou, ainda, que Hissa Abrahão é o “melhor para o projeto nacional do PSB” e para o Estado do Amazonas. A entrevista foi concedida A CRÍTICA na terça-feira por telefone.

Roberto Freire disse que a candidatura de Hissa é prioridade para o PPS, mas só será fechada em março ou abril. “Temos que ter paciência e não podemos nos antecipar. O próprio Eduardo Campos disse que ia discutir candidatura só em março ou abril. “Vamos esperar. Agora, é claro que o PPS colocará as suas prioridades, dentre elas está a candidatura de Hissa no Amazonas”, disse.

Para Freire, até o mês de abril, os palanques estaduais do PSB e do PPS devem estar definidos. No dia 26 de abril, está prevista uma visita do presidenciável Eduardo Campos e da ex-senadora Marina Silva (Rede/PSB) a Manaus para um encontro que reunirá lideranças da Região Norte do PSB, PPS e Rede. Questionado se o encontro poderia se tornar um momento de lançamento do palanque estadual de Campos, Roberto Freire disse que não dava para antecipar os acontecimentos.

Roberto Freire disse que não iria comentar a política local ao ser questionado se o PSDB poderia vir a integrar a aliança pró-Hissa na disputa pelo Governo do Amazonas.

Cenários

No Amazonas, o PSB tem estreita relação com a administração tucana da Prefeitura de Manaus de Artur Neto, que rompeu com o vice-prefeito desde a demissão pública imposta a Hissa em dezembro passado. Em dois meses, Hissa tem sofrido um isolamento progressivo no grupo e o PSB-AM mais próximo do PSDB nas discussões pré-eleitorais.

As duas siglas conversam para lançar uma chapa à Câmara Federal tendo como candidatos o presidente de honra do PSB e ex-prefeito Serafim Corrêa, e o filho do prefeito, deputado estadual Arthur Bisneto (PSDB).

Freire disse não ter dúvidas de que, para o projeto prioritário do PSB nacional - a candidatura de Eduardo Campos à Presidência -, Hissa é a melhor opção no Amazonas. “Hissa é muito bem colocado nas pesquisas. O Campos não apoiaria um candidato que pode fazer palanque para o adversário”, disse.