Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Polo Industrial de Manaus faturou US$ 5,77 bilhões de janeiro a fevereiro de 2014

Quanto à mão de obra, nos dois primeiros meses do ano ocorreram 8.842 admissões e 8.532 demissões, com saldo de 310 vagas

Nos dois primeiros meses do ano, segundo dados da Suframa, o PIM registrou saldo positivo de 310 vagas a mais geradas

Nos dois primeiros meses do ano, segundo dados da Suframa, o PIM registrou saldo positivo de 310 vagas a mais geradas (Gráfico/ Heli Mascarenhas )

Mesmo não sendo considerado um período aquecido para a produção da indústria, os dois primeiros meses do ano foram marcados por bons resultados para as fábricas do Polo Industrial de Manaus (PIM). No acumulado de janeiro e fevereiro, o faturamento do setor foi de US$ 5,77 bilhões (R$ 13,76 bilhões), valor 4,39% superior em relação ao mesmo intervalo do ano passado, conforme os indicadores da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

Dos 23 setores que compõem o parque fabril local, nove registraram aumento nos ganhos entre janeiro e fevereiro deste ano, segundo o levantamento da autarquia. Entre os avanços, os segmentos de eletroeletrônicos e de bens de informática faturaram juntos US$ 2,95 bilhões, 17,06% a mais na comparação com o mesmo período do ano passado, quando os ganhos somaram US$ 2,52 bilhões.

De acordo com análise da superintendência, o fator “Copa do Mundo” puxou, mesmo em meses considerados fracos, a produção de diversos tipos de televisores, o que teria aquecido o segmento eletroeletrônico. A fabricação de televisores de LCD/LED, por exemplo, apresentou incremento de 76,86% com 2,83 milhões de unidades produzidas. “O ano de 2014 realmente está aquecido e temos a perspectiva de, mantidas as condições atuais, fechar o ano com crescimento de pelo menos 10% em relação a 2013”, destacou o superintendente da Suframa, Thomaz Nogueira.

Por outro lado, segmentos essenciais na composição da receita do PIM terminaram o bimestre em queda. O pólo de duas rodas, por exemplo, acumulou US$ 950,34 milhões neste período, 1,02% a menos em relação ao primeiro bimestre de 2013. O polo químico, que também tem participação relevante no faturamento do parque fabril, registrou ganhos da ordem de US$ 636,81 milhões, uma queda de 16,78% no faturamento.

Mão de obra

Nos dois primeiros meses do ano, segundo dados da Suframa, o PIM registrou saldo positivo de 310 vagas a mais geradas (8.842 admissões contra 8.532 demissões). No período, a média mensal de empregos está em 124.504 postos, 4,60% a mais na comparação com os 119.030 postos gerados no ano passado.