Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Pré-candidatos ao Governo do Amazonas anunciam alianças para a eleição de 2014

Senador Eduardo Braga (PMDB) participa de evento com lideranças do PT e recebe adesão do PRB. Omar Aziz e o DEM manifestam apoio a José Melo (Pros)  

Eduardo Braga e José Melo anunciam alianças para a corrida ao Governo do Amazonas

Eduardo Braga e José Melo anunciam alianças para a corrida ao Governo do Amazonas (Antônio Lima e Clóvis Miranda )

A 25 dias do início das convenções que oficializarão candidaturas e alianças, os dois principais candidatos ao Governo do Amazonas anteciparam nesta sexta-feira (16) parte do arsenal que utilizarão em suas trincheiras. O senador Eduardo Braga (PMDB), na companhia do ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rosseto, distribuiu caminhões para prefeitos do interior do Estado, e anunciou o apoio do PRB à sua campanha. O governador José Melo (Pros) ganhou a adesão do PSD, do ex-governador Omar Aziz, e do DEM, do deputado federal Pauderney Avelino, à sua candidatura.

Às 9h da manhã, Eduardo Braga participou, no porto do São Raimundo, Zona Oeste de Manaus, junto com o deputado federal Francisco Praciano (PT), o ex-presidente estadual do PT João Pedro Gonçalves, o deputado estadual José Ricardo (PT) e o ex-titular da Seduc Gedeão Amorim, da entrega de 164 equipamentos, entre retroescavadeiras, motoniveladoras e caminhões caçamba, aos prefeitos do interior do Amazonas.

Às 10h, em evento realizado no auditório da sede da Federação de Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), na avenida Joaquim Nabuco, Centro de Manaus, Omar anunciou publicamente que apoiará a reeleição do sucessor dele no governo. No encontro, foi divulgada a entrada do DEM no chapão de Melo.

O auditório com capacidade para 250 pessoas estava lotado por representantes de movimentos sindicais, lideranças comunitárias e indígenas, além de prefeitos e vice-prefeitos do interior do Estado. “A minha preocupação neste momento não é eleitoral, não é com a minha eleição (para o senado). A minha preocupação neste momento é apoiar a pré-candidatura do homem que tem um coração bom, um homem que, como centenas de milhares de amazonenses, ainda precisa de uma oportunidade”, disse Omar.

Há 41 dias no comando do Estado, onde tenta ganhar musculatura eleitoral para ficar no cargo por mais quatro anos, Melo agradeceu o apoio. “Você (Omar Aziz) é o rio Solimões e eu sou o rio Negro. E nós dois estamos juntos como sempre tivemos juntos em prol do povo do Amazonas”, disse o governador.

Padrinho político da chapa de Omar e Melo em 2010, Braga contabilizou ontem o apoio do PRB, do vereador Carlos Alberto, pastor da Igreja Universal do Reino de Deus. Hoje, o PT deve oficializar, em encontro realizado no Sindicato dos Metalúrgicos, a composição com o PMDB do senador Eduardo Braga. A reunião contará com a presença do presidente nacional da legenda, o deputado Rui Falcão.

‘Outras questões são intrigas políticas’

Para o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, a entrega de equipamentos para os 54 municípios do Amazonas que possuem até 50 mil habitantes, representa a melhoria de condições no escoamento da produção agrícola das cidades do interior do estado. “Estas máquinas motoniveladoras, retroescavadeiras, caminhões caçamba procuram, exatamente, criar melhores condições para que os prefeitos melhorarem as estradas vicinais, os ramais, ligando melhor as comunidades rurais e produtoras às nossas cidades”, destacou Rossetto.

O senador Eduardo Braga ressaltou que os equipamentos entregues fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento, PAC2, de autoria do Governo Federal. “Esses equipamentos fazem parte de um programa da presidenta Dilma Rousseff e que tem um impacto muito grande e positivo nas regiões municipais brasileiras e nas regiões periféricas, que é aonde estão os nossos municípios”, afirmou Braga.

Questionado sobre a divulgação na quinta-feira de que os equipamentos seriam entregues pelo governado José Melo, seu adversário, Braga respondeu que, se Melo quisesse, teria ido. “Ele é o governador do Estado. Eu estou aqui como senador da República, representante do povo amazonense, e sou líder do governo da presidente Dilma, que é a responsável por este programa. As outras questões são intrigas políticas, que sinceramente não querem dizer nada para o benefício da população”, explicou o senador.

Presidência do PRB anuncia apoio

O senador Eduardo Braga (PMDB) recebeu, nesta sexta-feira, o segundo anúncio de apoio partidário à sua pré-candidatura ao Governo do Estado num clima de expectativa para a decisão que o PT-AM deve tomar hoje, homologando coligação com o PMDB no Amazonas na chapa majoritária. Para a Justiça Eleitoral, os apoios só valem após confirmados em convenção partidária, cujo prazo termina no dia 30 de junho.

O anúncio de ontem foi do nanico PRB que na Câmara Federal tem nove deputados federais, parâmetro que determina o tempo de TV nas coligações, importante instrumento nas campanhas eleitorais.

Antes do PRB, foi o PTB do deputado federal Sabino Castelo Branco que aderiu publicamente à pré-candidatura de Eduardo Braga. O PTB tem 18 deputados federais na Câmara.

A expectativa de hoje é grande porque além de ser o partido da presidente Dilma Rousseff, que concorre à reeleição, o PT conta na Câmara Federal com 88 deputados federais, que somados aos 72 deputados federais do PMDB, deve dar a Braga quase metade de todo o tempo dividido proporcionalmente entre as candidaturas que irão concorrer ao Governo na propaganda eleitoral gratuita em rádio e TV deste ano.

Sobre o apoio ao PMDB, o presidente nacional do PRB, bispo da Igreja Universal, Marcos Pereira, afirmou que o Amazonas “precisa de Braga para voltar aos trilhos”.

Braga afirmou que o PRB é importante porque apoia a ZFM e os projetos de desenvolvimento da região.