Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Ministério Público do AM anuncia nova ação contra Adail Pinheiro

Procurador-geral de Justiça, Francisco Cruz, afirma que até o próximo dia 10 de fevereiro anunciará à sociedade as providências adotas sobre o caso

Francisco Cruz

Procurador Francisco Cruz disse que até dia 10 deste mês anunciará medidas (Márcio Silva)

O Ministério Público do Amazonas (MPE-AM) já possui elementos para entrar com uma ação penal contra prefeito de Coari (a 370 quilômetros), Adail Pinheiro (PRP), por exploração sexual infanto-juvenil. A informação foi dada pelo Procurador-geral de Justiça, Francisco Cruz, em entrevista publicada nesta segunda-feira (03) no site do MPE-AM).

O prefeito de Coari é acusado de envolvimento em uma rede de exploração sexual infantil no interior do Amazonas. Adail Pinheiro responde a mais de 70 processos no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), dentre eles ações de exploração sexual e pedofilia.

Francisco Cruz afirmou que dados disponibilizados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) garante ao MPE-AM elementos necessários para a propositura de uma ação penal.

“O trabalho evolui muito bem, sem açodamento, com muita prudência e responsabilidade. Pessoas estão sendo ouvidas aqui e serão ouvidas em Coari, e espero até o próximo dia 10 de fevereiro, no máximo, informar à sociedade das providências que adotarei”, disse o Procurador-geral na entrevista.

No dia 29 de janeiro, o prefeito Adail Pinheiro foi à sede do MPE-AM prestar depoimento aos promotores de Justiça Fábio Monteiro e Leda Mara Albuquerque, membros do Gaeco. Na ocasião, o promotor Fábio Monteiro disse que dez mulheres se apresentaram como vítimas de abuso sexual patrocinado pelo prefeito de Coari. Em depoimento, Adail negou que teria praticado o crime de pedofilia e voltou a dizer que as denúncias eram armadas por adversários políticos dele.

Em rede nacional

As denúncias de pedofilia contra Adail Pinheiro foram tema de três reportagens do Fantástico. A mais recente, no domingo, divulgou gravações interceptadas pela Polícia Federal, na operação Vorax, que mostram que o prefeito utilizava aeronaves bancadas com o dinheiro público para transportar garotas para o município.

A assessoria de comunicação do prefeito Adail Pinheiro disse que ele só irá se manifestar sobre as medidas que serão tomadas pelo MPE-AM quando for notificado.