Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Secretário de cultura de Maués (AM) vai explicar denúncia de extorsão

Titular da pasta de Cultura e Turismo em Maués, Benedito Teixeira, e um assessor são acusados de cobrar propina de um empresário

Delator de suposto esquema de pagamento de propina participou do Festival de Verão e da Festa do Guaraná em Maués

Delator de suposto esquema de pagamento de propina participou do Festival de Verão e da Festa do Guaraná em Maués (Bruno Kelly)

O advogado da Prefeitura de Maués (a 267 quilômetros), Adriano Maia, informou, nesta quarta-feira (15), que o secretário de Cultura, padre Benedito Teixeira, e o assessor dele, Márcio Marques, já foram notificados para esclarecer denúncia de que os dois tentaram extorquir um empresário.

Em uma rede social, o técnico em pirotecnia Eduardo Freitas, no início do mês, publicou que foi pressionado a pagar propina para ganhar um contrato da festa de réveillon de Maués, em dezembro de 2013.

“Estamos agindo com o princípio da moralidade e da imparcialidade. Montamos uma comissão par investigar. Notificamos o secretário e o assessor para esclarecer o caso. E também o Eduardo, para apresentar provas do que ele acusa”, disse Adriano, nesta quarta-feira.

Em matéria publicada por A CRÍTICA, no dia 8, Eduardo disse que não levaria o caso às autoridades, mas garantiu que, em outros contratos, pagou para ter os serviços contratados pela secretaria de Cultura de Maués. “Paguei muito (propina para ganhar contratos)”, disse o técnico em pirotecnia, à época.

O advogado da Prefeitura de Maués informou que Eduardo ainda não foi notificado, porque o município não tem o endereço dele. O técnico em pirotecnia mora em Manaus.

Eduardo Freitas delatou o suposto esquema depois de ter a empresa que disse representar, a Importadora Exportadora Fogos da Amazônia, desabilitada no pregão realizado pela Prefeitura de Maués.

A empresa, segundo nota da própria prefeitura, foi a única participante do processo licitatório. Mas foi desabilitada porque Eduardo não apresentou uma procuração assinada pelo proprietário da Fogos da Amazônia.

O técnico alegou que o contrato não foi fechado com ele porque, dessa vez, se negou pagar propina a Márcio, assessor do secretário Benedito. Na rede social facebook, Eduardo postou mensagens de celular trocadas entre ele, Márcio e Benedito.

O secretário Benedito confirmou a veracidade das mensagens. Porém, disse que as conversas tratavam de uma dívida que o assessor dele fez em nome de Eduardo. E não cobrança de propina. O prefeito de Maués, padre Carlos Góes (PT), disse confiar no secretário. Mas que tinha interesse em apurar o caso.

Procurado pela reportagem, ontem, o prefeito de Maués, Carlos Góes, pediu que A CRÍTICA falassem com o advogado Adriano Maia. Eduardo não atendeu as chamadas feitas ao telefone 91xx-xx17.

Empresa nega relação com técnico

O gerente da Importadora e Exportadora Fogos da Amazônia, Glênio Santos, informou, ontem, que Eduardo Freitas não é funcionário da empresa. E nunca teve procuração para representá-la em processos licitatórios.

“Sabemos que ele tem uma empresa do ramo da nossa. Conhecemos ele por isso. Mas não temos vínculo nenhum”, disse Glênio.

A Fogos da Amazônia tem sede em Manaus, na rua Criciúma, no bairro Alvorada 1, na Zona Oeste. Segundo Glênio, a empresa foi fundada em 2002.

Glênio disse que a empresa fornece fogos de artifício e também shows de queima de fogos em Manaus e no interior.

O advogado da Prefeitura de Maués, Adriano Maia, informou, ontem, que Eduardo Freitas, em 2013, foi contratado pelo município para o Festival de Verão e a Festa do Guaraná. Nos dois eventos, o técnico em pirotecnia ganhou as licitações como representante da Fogos da Amazônia.

“Se ele trabalhou com a prefeitura, foi para realizar o show. Porque nós fornecemos apenas os fogos. Ele não trabalha com a empresa”, disse Glênio. A Fogos da Amazônia realizou a festa de réveillon de Maués, em 2013.