Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Trânsito tranquilo e acidentes leves marcam o 18º Festival de Cirandas de Manacapuru

Apesar dos 35 mil veículos que passaram pela ponte Rio Negro com destino a Manacapuru, não ocorreram acidentes graves, egundo dados do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar

De acordo com estimativa dos organizadores do Festival de Cirandas de Manacapuru, o Parque do Ingá recebeu mais de 60 mil pessoas durante os três dias de festa

De acordo com estimativa dos organizadores do Festival de Cirandas de Manacapuru, o Parque do Ingá recebeu mais de 60 mil pessoas durante os três dias de festa (Evandro Seixas)

Cerca de 35 mil veículos passaram pela Ponte Rio Negro com destino ao Município de Manacapuru (distante 70 quilômetros de Manaus) durante os três dias do 18º Festival de Cirandas de Manacapuru, segundo dados do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran).

De acordo com a tenente PM Ana Geise, no sábado, devido ao show da atração nacional Anitta, houve congestionamento próximo ao balneário do Miriti, mas no decorrer do fim de semana, o trânsito foi tranquilo.

O diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Leonel Feitoza, lembrou que, assim como no ano passado, não foi registrado nenhum acidente com vítima nos três dias de festa. “A operação, que terminou apenas no final do dia, foi muito positiva”, disse Leonel Feitoza.

Segundo a tenente Ana Geise, foram registrados apenas alguns acidentes com danos materiais e três capotamentos.

Mais de mil policiais militares do Comando de Policiamento Metropolitano-(COM), Comando de Policiamento do Interior-(CPI), Comando de Policiamento Ambiental-(CPAmb) e Academia de Polícia Militar-(APM) atuaram nas duas extremidades da Ponte Rio Negro, rodovia AM-070, entre o distrito de Cacau-Pirêra, no Iranduba, até a entrada da cidade de Manacapuru, o Centro de Convenções Parque do Ingá e a orla fluvial de Manacapuru.

Até o fechamento desta edição, a Polícia Militar não havia encaminhado o número de ocorrências durante o festival.

Saúde

Sobre os atendimentos médicos, a secretária de Saúde do município de Manacapuru, Márcia Cardoso, informou que no posto montado dentro do Centro de Convenções Parque do Ingá foram realizados 12 atendimentos, entre casos clínicos e traumas, nos três dias de festival.

Segundo a secretária, os atendimentos foram, principalmente, motivados pelo consumo de bebida alcoólica, dores de cabeça, dores abdominais e cortes na cabeça.

Ainda segundo a secretária, no hospital, a equipe médica foi reforçada para atender a demanda da população e visitantes. “Tanto no posto dentro do Parque do Ingá quanto no hospital do município as equipes conseguiram atender a todos de forma satisfatória”, acrescentou.