Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Venda de veículos novos cai 7,4% em Manaus

Desempenho em Manaus no mês de agosto acompanhou a tendência nacional com forte com retração, de até 25% em algumas concessionárias locais

Concessionárias de Manaus esperam reverter o prejuízo registrado em 2012

Em Manaus, algumas lojas apresentaram retração de 25% nas vendas (Antonio Lima)

A venda de veículos no Brasil registrou queda de 7,43% em agosto, na comparação com o mês anterior e de 16,05% frente ao mesmo período do ano passado, conforme dados divulgados ontem pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Mesmo sem os dados consolidados, as concessionárias de Manaus parecem ter acompanhado a tendência de queda do mercado nacional, com retração de até 25% em algumas lojas.

A Solimões Veículos, por exemplo, que trabalha com veículos da marca Volkswagen, foi uma das concessionárias da cidade a registrar recuo nas vendas. De acordo com o gerente de vendas da loja, Carlos Lira, o resultado de agosto foi até satisfatório na comparação com julho desse ano, mas na comparação com agosto de 2013, a retração superou o percentual nacional.

Segundo ele, em agosto, foram vendidos 41 carros a menos frente o mesmo mês do ano anterior, uma queda de 25,31%. “Sofremos com algumas questões internas, mas a instabilidade da economia também contribuiu”, avaliou.

Cenário

O gerente lembrou que setembro e outubro também não devem ser meses promissores em função de feriados e instabilidade provocada pelo clima pré-eleitoral. “Com constantes mudanças de regras na economia e sem saber quem será o próximo presidente , o consumidor deve preferir aguardar para fechar a compra depois”, comentou.

O gerente de vendas da Braga Veículos, Onias Mota, concorda com a análise de Lira. Para ele, a sensação geral é de que os consumidores estão “pisando no freio” antes de concretizar a compra.

O cenário também teria levado a concessionária a sentir redução nas vendas em agosto. “Registramos uma queda de 6% no mês passado, mas no acumulado do ano, por exemplo, ainda estamos mantendo um resultado positivo”, ponderou.

Na avaliação de Mota, o rigor dos bancos para a concessão de financiamento para a compra do veículo deve continuar “jogando contra” as concessionárias manauaras. “O problema não são os juros e sim a aprovação do financiamento. Dar uma entrada de pelo menos 40%, ajuda”, sugeriu o gerente.