Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Placar eletrônico da ALE-AM marca presença de apenas dois parlamentares em sessão plenária

O período de campanha sequer foi liberado pela Justiça Eleitoral, mas os membros da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), simplesmente esvaziaram as reuniões plenárias da Casa, nesta quarta-feira (11)

O regimento da Casa exige a presença de, no mínimo, oito parlamentares, para que a reunião seja iniciada

O regimento da Casa exige a presença de, no mínimo, oito parlamentares, para que a reunião seja iniciada (Antônio Menezes)

A Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) que, por sessão ordinária custa ao bolso do contribuinte R$ 1,9 milhão, nesta quarta-feira (11), às 9h, horário de início da sessão, contava apenas com um deputado presente no plenário. Contudo, o placar eletrônico marcava a presença de dois parlamentares.

O orçamento da ALE-AM para 2014, de acordo com o portal da transparência da Casa Legislativa é de R$ 237,2 milhões. Para chegar ao valor de cada sessão ordinária, divide-se o valor do orçamento anual pelo número de sessões ao ano. Em 2014, a Assembleia deverá realizar 123 sessões ordinárias.

O artigo 66 do regimento interno diz que as sessões ordinárias (destinada às discussões e votações de projetos de lei) só podem começar com a presença de um quinto dos deputados. É exigida a presença de cinco dos 24 parlamentares, às 9h, em três dias da semana: terças, quartas e quintas-feiras. O horário é prorrogado por 30 minutos de tolerância.

Dos 24 deputados estaduais, dois figuram como pré-candidatos ao governo estadual: Marcelo Ramos (PSB) e Chico Preto (PMN). Marcos Rotta que é pré-candidato a deputado federal, ontem, chegou às 10h39 no plenário. Os outros 21 parlamentares irão às ruas pedir novamente o voto da população para que sejam reeleitos e fiquem por mais quatro anos na Assembleia Legislativa.

Às 9h, apenas o deputado Tony Medeiros (PSL) cumpria o que manda o regimento interno. O deputado Orlando Cidade (PTN) chegou às 8h54, registrou o ponto eletrônico e se retirou do plenário. O presidente da ALE-AM, deputado Josué Neto (PSD), chegou às 9h5, e aguardou até às 9h27 para que houvesse número regimental para a abertura da reunião.

No início da sessão, além de Tony Medeiros e Josué Neto, somente quatro parlamentares estavam em plenário, são eles: Chico Preto (PMN), Adjuto Afonso (PP), Vicente Lopes (PMDB), Wanderley Dallas (PMDB). Às 9h29, os deputados José Ricardo (PT) e Marcelo Ramos (PSB) chegaram. Até às 9h30, dos 24 deputados estaduais, apenas oito haviam comparecido.

Das 9h32 às 10h, outros sete parlamentares chegaram ao plenário: Ricardo Nicolau (PSD), Cabo Maciel (PR), Adbala Fraxe (PTN), Belarmino Lins (PMDB), Conceição Sampaio (PP) e Wilson Lisboa (PCdoB). O painel marcava assim a presença de 16 deputados, mas apenas oito deles estavam realmente acompanhando a sessão ordinária de dentro do plenário.

Às 10h14, o presidente da Casa suspendeu as atividades para que houvesse uma cessão de tempo para a Comissão Especial que objetiva consolidar a legislação em vigor sobre os direitos das pessoas com deficiência. A cessão de tempo requerida pelo deputado Chico Preto, que iniciou e terminou às 12h15 com o plenário praticamente vazio, foi acompanhada, apenas, por dois parlamentares: Marcelo Ramos e Wilson Lisboa (PCdoB).

O presidente da Assembleia reabriu a sessão às 12h15 para a discussão e votação da ordem do dia, que ontem, tinha 25 projetos de lei aguardando deliberação. Por 40 minutos (até às 12h55 ), o deputado Josué Neto fez três chamadas para que os deputados se dirigissem até o plenário.

Pelo regimento interno, para haver a ordem do dia é necessária a presença de 15 deputados estaduais, mas ontem só havia cinco parlamentares: José Ricardo (PT), Belarmino Lins (PMDB), Chico Preto, Wilson Lisboa e Adjuto Afonso.

Depois dos 40 minutos de espera, os deputados Vicente Lopes, Luiz Castro, Cabo Maciel, José Ricardo, Sidney Leite, Orlando Cidade, Tony Medeiros, Vera Castelo Branco, Ricardo Nicolau e Abdala Fraxe reapareceram e iniciou a reunião.

Deputado chega 4 h atrasado

Nesta quarta-feira (11), o deputado recordista em atraso foi Francisco Souza (PSC), que chegou ao plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) às 13h.

O parlamentar, de fevereiro a 11 de junho, data da última sessão ordinária, acumulou dez faltas. Na última falta registrada, o deputado estava em viagem à cidade de Santa Cruz de La Sierra (Bolívia), representando a Assembleia Legislativa na reunião anual da União de Parlamentares Sul- Americanos e do Mercosul (UPM).

Nas últimas eleições, Francisco Souza foi eleito com um total de 24.428 votos, sendo 14.861 na capital, e 9.567 no interior. Hoje preside a Comissão de Turismo e Empreendedorismo.

Artur Bisneto (PSDB), que de fevereiro a 11 de junho teve 15 faltas, ontem, chegou ao plenário com 1h30 de atraso, às 10h30.