Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Eleições 2014: Omar Aziz quer concorrer vaga no Senado

Governador do AM diz para presidente nacional do PT que será candidato. Se isso ocorrer, José Melo garante a candidatura dele ao Governo do Estado

Omar Aziz

Governador Omar Aziz evitou falar em público, na leitura da mensagem do Governo, na ALE, sobre sua candidatura (Luiz Vasconcelos: 7/out/2012)

O anúncio da candidatura do governador Omar Aziz (PSD) ao Senado deixa o vice-governador José Melo livre para concorrer ao Governo tendo como principal adversário o seu mentor e ex-aliado, o senador Eduardo Braga (PMDB). Sem Omar no posto, Melo assumirá, a partir de abril, o comando do Estado. E disputará o pleito com o amparo da máquina do Governo.

Na tarde de sexta-feira, o governador, que evitou falar publicamente sobre o assunto, confirmou ao presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Rui Falcão, que renunciará ao mandato para concorrer à vaga de senador em outubro. Rui Falcão veio a Manaus para uma rodada de reuniões com lideranças políticas e declarou que a aliança prioritária do PT no Amazonas é com o PMDB de Eduardo Braga.

A confirmação da candidatura de Omar Aziz pode frustrar a tentativa de Eduardo Braga formar um palanque único em torno do seu nome para o governo, uma vez que José Melo já declarou que não abre mão de ser candidato. E que não está no cargo “esquentando cadeira para ninguém”. Ao assumir, Melo receberá o governo que foi avaliado como o melhor do Brasil em pesquisa CNI/Ibope.

Nas últimas semanas, Braga intensificou as articulações com o Planalto para garantir palanque único de sua candidatura com apoio dos partidos aliados ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT) no Amazonas, em conversas até com a própria presidente e com o ex-presidente petista Luis Inácio Lula da Silva. Rui Falcão afirmou que não vê problema de palanque duplo da base no Amazonas, contanto que todos peçam voto para a presidente Dilma.

Outro cenário

Ao ser questionado sobre a possibilidade de Omar não renunciar e ficar no governo até o fim do ano, José Melo, em entrevista publicada ontem, disse que precisará do apoio de Omar para sustentar sua candidatura. “Aí, eu teria que perder o restinho dos meus cabelos para encontrar meio de levar essa candidatura à frente com possibilidades de vitória”, disse José Melo.

Eduardo Braga pode não conseguir palanque único, mas conta com o apoio de Dilma e Lula. Ambos tiveram expressiva votação no Amazonas nos últimos pleitos. O senador não descarta o apoio de Omar Aziz, nem do próprio José Melo, ex-companheiro de sigla. “Tenho esperanças que o PCdoB venha somar conosco, assim como tenho esperanças com o PSD do Omar e o PDT do Amazonino. Quero uma aliança mais ampla possível”, revelou Braga em entrevista para A CRÍTICA, no início do mês.

Aliança sem ‘conchavos’

Um dos pré-candidatos ao Governo, o deputado estadual Chico Preto (PMN) afirmou que a renúncia do governador e a ascensão de José Melo à chefia do Executivo já era esperada e em nada muda o rumo de sua pré-campanha. Nossa candidatura deve passar por um caminho distante”, disse o parlamentar.

De acordo com Chico Preto, a chapa que ele fará parte não passará por discussões “com as grandes agremiações partidárias e nem por conchavos políticos”. Segundo o deputado, a candidatura do PMN vai no sentido contrário das que farão palanques a presidente Dilma Rousseff. “Espero que as candidaturas apresentem propostas boas, porque a eleição não tem que ser baseada em conchavos”, afirmou.

Na semana passada, Chico Preto oficializou a saída dele da liderança da maioria. Meses antes, trocou o PSD de Omar, pelo PMN, partido pelo qual Omar Aziz chegou ao governo em 2010. O deputado disse que assumirá uma postura mais crítica ao governo.

‘Ele vai ver se Melo decola’

Pré-candidato ao Governo do Estado, o deputado federal Henrique Oliveira (SDD) avaliou que a candidatura de Omar Aziz ao Senado não descarta o apoio do governador a Eduardo Braga. “Ele vai ver se o Melo decola, se emplaca ou não para poder saber para onde leva o PSD”, afirmou o deputado.

Henrique disse que a candidatura de Omar não altera seus planos para as eleições deste ano. Ele afirma que recebeu convite de Eduardo Braga para compor a chapa do peemedebista como candidato ao Senado. “Continuo minha pré-campanha ao Governo do Estado. O Eduardo tentou me convencer de que eu seria um ótimo quadro, que tem pesquisas que mostram que eu ganharia do Omar aqui (em Manaus). O problema é a questão do legislar e do executar. O meu sonho é executar, mudar o rumo da administração do Estado”, disse.

No primeiro turno da disputa pela Prefeitura de Manaus, ano passado, Henrique Oliveira ficou com a terceira maior votação: 156.648 votos.