Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Primeira fábrica de medicamentos da ZFM vai gerar 2,5 mil empregos

O evento de inauguração da fábrica, a Novamed, que estima gerar 500 empregos diretos, foi realizada nesta segunda-feira (25), após R$ 385 milhões de investimento

Ministro da Saúde, Arthur Chioro, cumprimenta funcionários após inauguração da unidade fabril da Novamed

Ministro da Saúde, Arthur Chioro, cumprimenta funcionários após inauguração da unidade fabril da Novamed (J. Renato Queiroz)

Nesta segunda-feira (25), o Polo Industrial de Manaus recebeu oficialmente a primeira fábrica de medicamentos, a Novamed. A empresa investiu R$ 385 milhões na instalação - que possui 35 mil metros quadrados - e estima gerar 500 empregos diretos além de dois mil indiretos.

O evento de inauguração contou com a presença do ministro da saúde, Arthur Chioro e do presidente do conselho de administração da EMS, Carlos Sanchez, e outras autoridades.

A nova instalação da Zona Franca pretende faturar R$ 300 milhões por ano com a produção de medicamentos genéricos, de referência e similares. Na avaliação da senadora Vanessa Grazzitoin (PCdoB), farmacêutica de formação, a inauguração da fábrica abre uma nova frente de oportunidades na ZFM, além de estimular a instalação de novas unidades da indústria farmacêutica na capital do Amazonas. "O investimento feito pelo Grupo controlador na Novamed descentraliza a produção de medicamentos no País, amplia a força do Brasil nessa área e prova que qualquer desafio pode ser superado. O próximo passo, como destacou a própria direção do grupo, é investir na inovação, na geração de conhecimento, no desenvolvimento de pesquisas de novos medicamentos a partir das essências da Amazônia.

Pesquisas

Além de fabricar medicamentos, a Novamed também quer pesquisar e produzir novos medicamentos, talvez com ingredientes presentes na região. “Nosso grupo já faz pesquisas e nosso comitê científico já está em contato com vários centros daqui, fazendo levantamentos de quais são as pesquisas que já existem na área, quais a gente poderia transformar em medicamentos e identificar outros possíveis alvos para que a gente possa iniciar pesquisas. Hoje, a matéria daqui é pouco, a produção de muitos medicamentos que o Brasil utiliza ainda são importados, mas nosso objetivo é encontrar alternativas aqui”.

Em relação à sustentabilidade, antes mesmo da inauguração, a empresa já fez a doação de mais de R$ 2 milhões para o projeto Amazonas Sustetável, além da promessa de doar todos os medicamentos para as pessoas atendidas pela fundação.

Saúde

Parte do investimento para a instalação da fábrica - mais precisam ente, R$ 260 milhões - foi do financiamento pelo programa BNDES de apoio ao desenvolvimento do complexo industrial de saúde (BNDS Profarma). Isso porque a fábrica faz parte da política do desenvolvimento da indústia de saúde no Brasil, cujo o responsável é o Ministério da Saúde. O objetivo é ampliar a capacidade de produção de todos os tipos de medicamentos. A Novamed vai produzir 1,5 bilhão de pílulas por mês. RecomendaçãoQuando questionado sobre a escolha da Zona Franca, Sanches afirmou que foi muito bem recomendado. “Tenho um amigo que tem uma fábrica aqui e me recomendou bastante a instalação. Eu já conhecia Manaus, mas ele fez questão de me trazer pela mão e me mostrar realmente o que é Manaus e eu fiquei encantado e vi a possibilidade real de ter uma grande indústria farmacêutica aqui”.