Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Espetáculo ‘Tropeço’ chega a Manaus para temporada esta semana

“Tropeço” estimula a imaginação do espectador ao recriar através das mãos a imagem de um ser inteiro

Espetáculo ‘Tropeço’ chega a Manaus para temporada esta semana

Espetáculo ‘Tropeço’ chega a Manaus para temporada esta semana (Reprodução/Internet)

O espetáculo de teatro de animação para adultos “Tropeço” chega à Região Norte, começando por Manaus, para temporada de 14 a 17 de maio, sempre às 19h30, no Teatro Américo Alvarez (rua Ramos Ferreira, 1572, Centro), com entrada franca.

Com a bagagem de ter se apresentado em 10 países pela Ásia, Europa e Américas, e utilizando as mãos como personagens, o espetáculo tem o patrocínio do Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2013/2014 e o apoio da SEC/AM.

No comando do espetáculo, o grupo Tato Criação Cênica. Sediado em Curitiba, o grupo comemora 10 anos de atividade com currículo invejável.

“Tropeço” estimula a imaginação do espectador ao recriar através das mãos a imagem de um ser inteiro. “A construção dramatúrgica baseada em ações físicas é um importante aspecto da companhia”, explica Katiane Negrão, artista que divide com Dico Ferreira a direção do trabalho.

Em Manaus, o grupo promove ainda uma mesa redonda no dia 16 de maio (sexta-feira), após o espetáculo no Teatro Américo Alvarez. Serão discutidos temas como sexualidade e Terceira Idade.

Além dos atores, participarão da mesa: Jorge Bandeira (Professor Especialista, diretor, autor e articulador do Espaço Cultural Sebo O Alienígena) e Nicolas Palladino (Estudante de Letras, co-fundador do Clube de Contos Pandevú e ativista da diversidade sexual).

A entrada é franca, mas os ingressos começam a ser distribuídos uma hora antes da sessão na própria bilheteria do teatro.

AINDA NA CENA

Outro destaque na programação é o Espaço Criança do Centro Cultural Usina Chaminé que abre a portas para visitação na sexta-feira, dia 16, das 10h às 16h.

E, às 18h, dá tempo para correr à Praça Heliodoro Balbi (a Praça da Polícia) para conferir a performance do ator Michel Guerreiro que encarna a personagem Lady Parker no espetáculo humorístico “Aqui e Agora”. Também gratuito.

Não deixe de curtir a paródia do quadro “Arquivo Confidencial”, cuja homenageada é a própria personagem, entrevistada por Marília Gabaré (Arnaldo Barreto). De acordo com Guerreiro, “o show será complementado com versões de artistas como Abba, Michael Jackson, Tina Turner e Cindy Lauper”. Os atores Robson Ney e Hely Pinto completam o time de escrachados.

Já no sábado, dia 17, as atrações infantis dominam a programação. Às 16h, Mister William apresenta seu show circense no Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou.

Às 17h, a Companhia Apareceu a Margarida encena, no Cine Teatro Aldemar Bonates, o musical “Flicts”.Baseado no livro homônimo de Ziraldo, com texto assinado pelo diretor Chico Cardoso, o espetáculo aborda questões como tolerância e respeito às diferenças. “A peça coloca em cena a questão das minorias, representada pelo personagem Flicts, uma cor que não pode ser encontrada no arco-íris”, explica o ator Michel Guerreiro.

Ainda no sábado, no mesmo horário, o ator Hely Pinto leva ao Cine Teatro do Centro Estadual de Convivência da Família Padre Pedro Vignola o espetáculo infantil “Le Solo Palhaço”. A arte circense é o pano de fundo para o amor não-correspondido entre o palhaço Tolo e uma malabarista. A montagem registrou sucesso de público na “Mostra 10 anos de Festival Teatro da Amazônia”, realizada em março deste ano.

No Teatro Luiz Cabral, Jaqueline Ferreira apresenta o espetáculo “Frumm... Pompom e Suas Aventuras”, às 18h; no mesmo horário, o Palhaço Gororoba leva o “Circo da Alegria” ao Parque Senador Jéfferson Péres.

E, enfim, no domingo, dia 18, o cantor Edhu Oliveira apresenta um repertório eclético em show no Palacete Provincial, a partir das 18h. Apostando na interação com o público, que poderá escolher as canções a serem executadas, ele toca covers de “Só Hoje” (Jota Quest), “Você” (Djavan) e “Asa Branca”(Luiz Gonzaga), para citar alguns.

Às 18h30, a banda Black Mersey é quem subirá ao palco do Centro Cultural Usina Chaminé com o espetáculo “Beatles Cover”. O nome da banda sugere uma associação entre os rios Mersey, que banha Liverpool, cidade onde os Beatles surgiram, e Negro (daí o adjetivo “black”).

*Com informações da assessoria de comunicação.