Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Amazonense ganha mais de 1 milhão de seguidores com Instablog

Conheça mais sobre Alisson Peña, sucesso absoluto como o criador do ‘Moda para Meninas’

O instablog que Alisson alimenta tem a sua versão no Facebook, que é vista por internautas de todo o País, especialmente na faixa entre 18 e 24 anos. No Instagram, são mais de 1,7 milhão de seguidores

O instablog que Alisson alimenta tem a sua versão no Facebook, que é vista por internautas de todo o País, especialmente na faixa entre 18 e 24 anos. No Instagram, são mais de 1,7 milhão de seguidores (J. Renato Queiroz)

É só jogar as palavras “instagram” e “moda” na Internet – o primeiro resultado será um link para o perfil “Moda para Meninas” (@modaparameninas), que reúne mais de 1,7 milhão de seguidores na rede social de fotos e filtros moderninhos. Quem está por trás desse sucesso é o amazonense Alisson da Silva Peña, de 19 anos, que garante ter o maior instablog do País, sendo visto por mais gente que Caio Castro e Luciana Gimenez, além de estar quase em pé de igualdade com os números da página oficial de Gisele Bündchen.

Cursando o segundo período de administração, Alisson conta que já tinha uma página com o mesmo nome no Facebook quando percebeu que o Instagram era a ferramenta do momento. Isso foi há cerca de um ano. “Tudo começou como um hobby, depois de eu dar algumas dicas de looks para umas amigas”, relembra.

“No início, foi bem complicado porque eu não tinha muito tempo para atualizar o perfil, mas quando começou a bombar e as lojas e marcas começaram a me procurar, percebi que isso poderia ser um trabalho”. Hoje, segundo o dono do “Moda para Meninas”, a atividade é uma das suas principais fontes de renda.

O instablog, no entanto, acaba não se fechando apenas ao universo fashion das tendências, looks e passarelas. Quem passa por lá também encontra dicas de beleza, malhação e bem-estar, tudo voltado para as meninas. “Também abordo moda para crianças, que ainda é um assunto tabu”, diz o jovem, destacando que esse é um dos temas que mais chamam a atenção do seguidores.


De olho nos seguidores

A rotina do maior “instablogger” do Brasil é movimentada. Ligado em moda desde a infância, Alisson Peña afirma que está sempre garimpando revistas e sites (da Vogue à Capricho) em busca de novidades. “No Instagram, faço atualizações a cada hora. Recebo mais de mil e-mails diários de lojas do Brasil que querem algum tipo de parceria, seja por troca de produtos ou posts pagos. Por dia, são cerca de dez ou 15 posts”.

John John, Le Lis Blanc, Clube Domízio e Colcci estão entre as marcas e lojas que já divulgaram com ele. De acordo com Alisson, muitos artistas e famosos da TV também entram em contato com ele para serem divulgados. “Mas os nomes não posso citar (risos)”, interpela.

E como o amazonense lida com esse enorme contingente de seguidores? “Eles interagem bastante através dos comentários e dos e-mails. Tem muita gente que pede dica de moda das estações e moda praia, por exemplo. Também estou toda hora ligado no que os seguidores comentam para saber qual o interesse deles e tentar atender essa demanda”, explica.

Apesar do sucesso no Instagram, num primeiro momento expresso na quantidade de followers, Alisson não nega que muitos usuários que seguem o perfil tentam apenas se aproveitar da popularidade do “Moda para Meninas”, enviando comentários cifrados do tipo “sdv” (sigo de volta) e “troco likes”. “Como estou sempre de olho, acabo bloqueando esses, porque a intenção é mesmo manter o público que se interessa na proposta da conta”, declara.

Conselho

Alisson revela que o “Moda para Meninas” acaba servindo de inspiração para outras iniciativas parecidas no Instagram – isso fica evidente nas mensagens que ele recebe. “É bom e ao mesmo tempo curioso perceber que gostam do que eu faço, das minhas indicações e do que eu tenho para dizer”, declara.

Para quem quiser se arriscar a ter seu próprio instablog de moda, a dica dele é que o foco sejam as dicas. “Não pode pensar só em dinheiro, tem que fazer porque gosta”. Sobre o futuro, o amazonense adianta que pretende concluir a faculdade em Manaus e partir para uma temporada de experiência em São Paulo, um dos principais polos de moda do País.