Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Arquiteto assina projetos de espaços temáticos em Manaus

Responsável pela concepção de projetos temáticos, a exemplo de um bistrô localizados no Shopping Ponta Negra, o arquiteto Vitor Venâncio Pessoa, assinala quais os elementos para se projetar uma boa decoração nesse tipo de ambiente

O aquiteto Vitor Venâncio Pessoa é só ideias

O aquiteto Vitor Venâncio Pessoa capricha nas ideias (LUCAS SILVA)

A afinidade com desenhos e traçados na infância se aliou à curiosidade pela criação das diversas formas de arte. Na adolescência, o reconhecimento pela vocação da arquitetura confirmou o que os dias de menino já haviam dito ao arquiteto e urbanista de 27 anos, Vitor Venâncio Pessoa.

Responsável pela concepção de projetos temáticos, a exemplo de um bistrô e uma trattoria localizados no Shopping Ponta Negra, ele assinala quais os elementos necessários para se projetar uma boa decoração nesse tipo de ambiente.

Nos dois espaços, conforme Vitor, os proprietários desejavam reproduzir uma contextualização diferenciada ao ambiente. “O bistrô possui um cenário que retrata um período artístico, cultural e político da cidade de Manaus, chamado de Belle Époque, momento histórico em que as construções recebiam influências do pensamento europeu. Desta forma, o projeto buscou refletir esta atmosfera, por meio da composição dos móveis, iluminação e revestimentos. Buscou-se ainda centralizar a localização do bar, imprimindo-lhe um valor estético, para que todos os clientes visualizem a confecção dos coquetéis e drinks, que são uma das especialidades da casa”, ressalta o arquiteto.

Já a trattoria, por sua vez, remete à atmosfera de Porto Fino, uma vila histórica da Riviera italiana. De acordo com o urbanista, o projeto buscou reunir os elementos mais representativos do lugar, como a fachada em tons amarelos, marrons e verdes, paisagismo bem valorizado e móveis bucólicos. “Como os dois projetos são temáticos, buscou-se agregar estímulos visuais, sensitivos e auditivos para que o cliente vivencie a experiência e a proposta de cada ambiente”, complementa ele.

Elementos


Tanto o bistrô quanto o trattoria, por serem espaços temáticos, contam com aparatos decorativos que atendem às especificidades de cada local. No bistrô, o visitante pode contemplar quadros com as imagens em preto e branco de Manaus e Paris; revestimento de tijolo aparente e ladrilhos hidráulicos. “A bancada do lavado é uma máquina de costura, que remete a época antiga proposta”, pontua Vitor. Já a trattoria traz o painel do Mezanino com a imagem da Vila de Portofino, janelas simbólicas, tramas de madeira com vegetação típica, luminárias bucólicas e quadros com imagens temáticas, completa ele.

Estudo detalhado

Como decoração e arquitetura caminham de mãos dadas, todos os aspectos históricos e simbólicos devem estar inclusos com antecedência nos projetos, que são construídos a partir do desejo e expectativas dos clientes. As formas vão sendo desenhadas a partir de um estudo detalhado do ambiente e das características e singularidades dos temas propostos, evidencia Vitor. “Em seguida, são definidas as funcionalidades, a estrutura e toda a parte técnica e operacional necessária para a composição de um espaço com um valor arquitetônico representativo”, assegura Pessoa.

O arquiteto considera que a ideia fundamental de qualquer projeto bem sucedido é a construção de um ambiente que associe funcionalidade à estética. “Nos casos de espaços temáticos, acredito que a regra principal é o estudo detalhado e o levantamento de características que personalizem o tema, de forma que os clientes vivenciem de forma plena o contexto abordado”, encerra Vitor.