Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Bruna Vieira lança novo livro e fala a A CRÍTICA

Fenômeno editorial e da internet, escritora mineira conta sobre o recém-lançado ‘A menina que colecionava borboletas’

Autora tem como influências John Green, na literatura, e Katy Perry, no estilo

Autora tem como influências John Green, na literatura, e Katy Perry, no estilo (Divulgação e Lucy Rodrigues)

A borboleta é um inseto bonito, raro e que vive pouco. Assim também são os sentimentos, na visão da escritora Bruna Vieira. Um dos maiores fenômenos editoriais adolescentes já vistos no país, – autora dos best-sellers “Depois dos Quinze” (crônicas) e “De Volta aos Quinze” (romance) – ela acaba de lançar “A menina que colecionava borboletas” (152 páginas), pela Editora Gutenberg.

Em entrevista exclusiva ao jornal A CRÍTICA esta semana, em São Paulo, Bruna - que está prestes a completar 20 anos e cada vez mais longe dos quinze -, falou sobre essa nova fase de sua vida, de maturidade emocional e profissional, e dos desafios de crescer, temas abordados neste novo livro de crônicas.

“Quando você começa a entrar na fase adulta, percebe que a vida não é só namoro, relacionamento, que há outras coisas, no meu caso: morar sozinha, viagem a trabalho, independência, exposição, padrões de beleza... Então eu tenho que falar de tudo isso de maneira que as meninas (as leitoras) entendam”, explica.

Entre outras lições, o livro alerta para a transformação das piores experiências da vida em aprendizado que devem ser devolvidas ao mundo em forma de arte, seja por meio da música, da fotografia ou da escrita.

“É um livro que você pode por na bolsa, ler no ônibus, na sala de espera, e que fala sobre muitos assuntos. De repente, uma mãe lendo vai entender a filha dela, ou uma adolescente poderá se conhecer um pouco mais. Ele diz bastante de mim hoje, essa nova fase da minha vida”.

No lançamento, que aconteceu no shopping Center Norte em São Paulo, foram distribuídas mais de 450 senhas para as fãs, e todas foram atendidas por ela. “Me surpreendeu, porque eu nunca tive tanta gente em uma livraria na vida, então fiquei sete horas lá autografando eu espero que os próximos sejam assim com mais gente ainda”, contou a jovem escritora, que participará nas próximas semanas de outros lançamentos em Brasília e no Rio de Janeiro.

Influência
A forte influência dela para muitas adolescentes é vista de maneira positiva e com muita responsabilidade. “Nos lançamentos, fica muito claro para mim, pois as meninas me contam o quanto elas se influenciam, tanto no jeito de vestir quanto no de ser. Nas fotos, elas estão de batom vermelho, delineador, então eu vejo um pouquinho de mim há três anos, quatro anos, em uma fase que era mais complicado e que eu comecei a aprender a ir lidando ao longo do tempo. Eu vejo que elas vão se espelhando, e hoje em dia se você for pensar, tem muitos ídolos teens que são muito mau exemplo, então eu fico feliz de estar mais próxima delas e fazendo bem a elas”, pondera.

“Casada com o trabalho”, e morando sozinha em São Paulo, ela tem como influências autores como John Green e Clarisse Correa e se inspira visualmente em Katy Perry. Sua popularidade na Internet foi conquistada, segundo ela, com muito trabalho e pelo desejo de não apenas fazer diferente, mas fazer diferença.

“Tudo que consegui eu conquistei pela Internet, pesquisando, lendo...a Internet é um lugar muito democrático, você não precisa ser magra, ser rica, ter o cabelo loiro, se você conseguir se organizar e se expressar e fazer alguma coisa de uma maneira diferente você consegue o seu espaço”.

Segundo Bruna, as páginas deste livro significam o bater de asas das borboletas que ela colecionou dentro do peito por algum tempo e que agora, finalmente, pode deixar que voem livres por aí. “Os sentimentos são como borboletas, raros, frágeis. Então a gente tem que aproveitar essa metamorfose da vida e aprender a ser feliz”.

Perfil
A garota de Leopoldina (MG) que usa batom vermelho criou - aos 15 anos - o blog (www.depoisdosquinze.com) para superar, com a escrita, uma desilusão amorosa, e a partir disso viu sua vida mudar. O blog registra, atualmente, mais de 10 milhões de acessos em seus cinco anos de vida. Bruna Vieira foi eleita “a adolescente brasileira mais influente em moda, comportamento e internet” em enquete feita pela Capricho no ano de 2012 e é considerada uma das blogueiras mais influentes do mundo. Em breve, a autora terá livros publicados também na Europa.

Ficha

NÃO-FICÇÃO/CRÔNICAS
“A menina que colecionava borboletas”

Bruna Vieira

EDITORA:
GUTENBERG

PÁGINAS:
152

QUANTO:
R$ 34,90