Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Curta amazonense será exibido em festival na Suíça

Dirigido por Rod Castro e Emerson Medina, “ET Set ERA” entrou na seleção oficial do festival CinéGlobe, em Genebra

Filme estreou e foi duplamente premiado no Amazonas Film Festival de 2012

Filme estreou e foi duplamente premiado no Amazonas Film Festival de 2012 (Reprodução)

O Amazonas terá o seu representante na quarta edição do CinéGlobe, festival internacional de curtas que acontece em Genebra, na Suíça, entre 18 e 23 de março. Dirigido pelos realizadores audiovisuais Emerson Medina (de óculos) e Rod Castro, “ET Set ERA” foi produzido em 2011 e estreou no Amazonas Film Festival (AFF) do ano seguinte, quando foi premiado nas categorias de melhor curta-metragem local e melhor atriz de curta (para Beatriz Beraldo).

Medina conta que, após o AFF, o filme foi exibido em algumas faculdades de Manaus, e logo os produtores submeteram o curta em duas plataformas de distribuição disponíveis na Internet. “Em uma delas surgiu a indicação de que ele poderia ser aceito no CinéGlobe. Tentamos em outros festivais, mas as respostas forma negativas. É assim mesmo. Ouvindo outros realizadores, descobrimos que emplacar um trabalho em um festival não é fácil, especialmente em um internacional”, explica.

Emerson também conta que o festival de Genebra não foi a primeira tentativa de exibir “ET Set ERA” em eventos fora do Amazonas. “Eu já tinha recebido alguns e-mails agradecendo o interesse, mas dizendo que ele não tinha sido selecionado. Então, quando recebi o do site de distribuição, confesso que li várias vezes para ter certeza de que havíamos sido selecionados”.

Um curta sobre cinema

Com roteiro de Rod Castro, o curta foi produzido com um orçamento de R$ 6 mil, tirados do bolso dos próprios diretores, e contou com produção e apoio da Samba Tango, Time, Tape Publicidade, Estúdio Cacau Mangabeira e Amazon Bowling.

Segundo Castro, o enredo retrata o encontro de três amigos que saem “a caráter” para uma festa de Halloween. Durante uma pausa para o lanche, acabam conversando sobre o que mais gostam: cinema. “O título é uma homenagem ao ‘ET’ do Spielberg, ao set de cinema e ao filme ‘Era uma vez no Oeste’, do Leone”, decifra.

“Também é um trocadilho com et Cetera, uma discussão que nunca termina. Afinal, qual é o melhor cinema? O americano, o europeu, o coreano, o de arte ou de entretenimento? Queria tratar justamente disso: como é gostoso falar de filmes e que tem cinema para todos os gostos”, completa Medina.

Rod Castro ressalta que “ET Set ERA” tem algo peculiar, que são os trechos de filmes de diretores e produtores amazonenses que aparecem ao longo do curta – Sérgio Andrade, Leonardo Mancini e Keila Serruya são alguns que estão lá. “Então, quando o nosso trabalho vai para um festival internacional, de certa forma também leva uma parte do que outras pessoas importantes do cinema local fizeram”, justifica.

Já Medina destaca o fato de que a produção acaba indo além do público que é aficionado por cinema. “A recepção do público em geral sempre é acolhedora, então é bom ver que ele comunica muito apesar de todas as referências que o Rod pôs no roteiro”, diz.

Novos projetos

Emerson e Rod fazem parte de um núcleo de realizadores audiovisuais que tem se destacado no cenário de produções amazonenses. Ao lado de Moacyr Massulo, Leonardo Mancini e Diego Nogueira, eles articulam parcerias e prestam ajuda mútua em seus projetos.