Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Donos de cães devem aprender noções de adestramento

Muito mais que fazer o cão sentar, “dar a pata” ou rolar pelo chão, o adestramento serve para que homem e animal tenham uma convivência ideal e se corrijam os maus hábitos que os próprios donos ensinam sem perceber

O adestramento de cães pequenos e grandes não é diferente.“

O adestramento de cães pequenos e grandes não é diferente.“ (Foto: Arquivo Acritica)

Ao passar por um pet shop e ver um cão ainda filhote muitas pessoas se encantam e acabam adquirindo um animal de estimação. Mas, nem todas atentam para a responsabilidade de criar um cão. Além de limpeza, ele precisa de outros cuidados que envolvem passeios, alimentação e adestramento adequados.   

Segundo o adestrador e handler, Gian Carlos Corrêa,34, todo o cão pode ou deve passar pelo adestramento. “Os cães podem ser adestrados e devem passar por adestramento para ser corrigidos os maus hábitos que os próprios donos ensinam sem perceber. Por exemplo: o cão aprende a pular no dono porque quando é filhote os donos só os agradam no colo e quando crescem pulam para receber carinho porque sem que os donos percebessem treinaram ele para isso”,demonstra.

Adestrar o dono
De acordo com o Corrêa, antes de adquirir um cão as pessoas devem atentar para as responsabilidades que isso acarreta. Principalmente com as raças de guarda, que via de regra são maiores e podem se tornar mais agressivas.

O índice de cães abandonados é alto. Parte disse deve ao fato dos donos não atentarem para a necessidade de se adestrar os cães. “Antes de pensar em ter um cão a pessoa precisa saber para quê ele quer o animal, se é para guarda ou companhia, se o local que ele vai crescer é ideal para raça escolhida, e sempre procurar cães com registros (com pedigree), porque assim você tem a certeza que o animal é puro e tem boa índole”, comenta.

Antes de adestrar o cão o dono deve muitas vezes mudar seu próprio comportamento. “O dono é conscientizado pela mudança do cão, e treinado ao decorrer do tempo que o animal passa em treinamento”, revela.

O processo de aprendizagem
A pessoa que cria o animal pode pensar nele como um membro da própria família. Mas, o cachorro vê seu dono e os membros do local onde mora como parte de sua matilha. Por isso estabelece uma relação de hierarquia. Os donos devem aprender a se comportar como os chefes dessa matilha para adquirir o respeito dos animais.

“O cão aprende por associação e repetições e vê os humanos como membros de sua matilha. Quando levamos um cão para casa queremos que ele seja um membro da família e ele não entende dessa forma, eles nos tem como membro da matilha e se não são treinados tentam exercer a liderança onde acabam trazendo alguns comportamentos indesejáveis e os mais comuns são as agressões com outras pessoas e até mesmo com os outros animais”.


O adestramento de cães pequenos e grandes não é diferente.“Atendemos cerca de 20 a 30 cães por mês no Canil Hill's Sthefane, em Manaus. Todos os cães aprendem da mesma forma, só que devemos respeitar os limites de um cão de pequeno porte que tem menos resistência que os de grande porte”, conta.  

O que nunca fazer
Os donos devem reforçar os comportamentos desejados do cão para que ele associe a ação realizada com algo bom. Apenas repreender quando o animal faz algo incorreto não ajuda no processo de adestramento.   

Frente a atitudes indesejadas dos animais muitos donos acabam tendo comportamentos que reforçam a agressividade do pet, como gritar e até mesmo bater. “Isso só atrapalha, os métodos de adestramento estão muito avançados, é possível mudar o comportamento do cão com técnicas comportamentais, gritos e pancadas deixam o cão muito mais agressivos porque aprendem a se defender para não apanhar”,afirma o handler.

Facebook Voce Reporter
Denuncia