Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Editais artísticos da Copa prorrogados até 21 de março

Anúncio foi feito pelo secretário estadual de Cultura, Robério Braga, na última sexta-feira (7), em reunião com o segmento teatral

De acordo com o secretário de Estado da Cultura, Robério Braga, a intenção é ter uma farta participação dos artistas e mesmo do empresariado nos editais

De acordo com o secretário de Estado da Cultura, Robério Braga, a intenção é ter uma farta participação dos artistas e mesmo do empresariado nos editais (18/02/2014 - J. Renato Queiroz)

Parte da classe teatral do Amazonas se reuniu ontem, no Cine Teatro Guarany, às 11h, com o secretário de cultura do Estado, Robério Braga, para sugerir possíveis mudanças no edital para apresentações de atividades artísticas no período da Copa 2014 – Teatro. Apesar de certa falta de organização de representantes da classe – que por muitos momentos abordaram temas fora da pauta – e da confusão em alguns argumentos, tudo deu certo no final, com o anúncio de que os prazos para os editais públicos da programação cultural da Copa do Mundo “Amazonas de todas as artes” serão prorrogados até o dia 21 de março.

Foram feitas várias sugestões ao secretário quanto ao edital referente ao teatro, mas o debate ficou focado no tópico da seleção de espetáculos na categoria Teatro História, o qual escolherá grupos para a execução/ encenação da história de determinadas unidades de cultura do Estado, como Teatro Amazonas, Palácio da Justiça, Palácio Rio Negro e Museu Casa Eduardo Ribeiro.

“A Fetam (Federação de Teatro do Amazonas) propôs essa assembleia em caráter de urgência para que pudéssemos agir mediante ao edital público, o qual poderia contemplar a coletividade dos produtores de teatro na cidade de Manaus. O secretário, sabiamente, marcou essa reunião tentando buscar esse diálogo. Esse diálogo foi estabelecido a partir de uma proposta do movimento. A proposta foi utilizar todas as vagas destinadas ao teatro, separando 50% para o Teatro História e 50% para a contemplação de todos os outros segmentos”, disse Douglas Rodrigues, produtor teatral e membro da comissão de realização do 10° Festival de Teatro da Amazônia.

Interação

Para o secretário, a relação com a classe teatral sempre foi franca, aberta e produtiva. “A reunião foi totalmente produtiva, vai aprimorar o que está sendo feito. Nós vamos procurar atender aquilo que é necessário e possível, assim como eles (classe) também terão que se adequar nas outras reflexões que estão fazendo a respeito, por exemplo, que só terá o edital da Copa, o que não é verdade. Tem o edital da Copa, do Proarte (Programa de Apoio às Artes) e de pauta, todos estão cumulativamente sendo executados”, declarou Braga. O resultado do Edital do Programa de Apoio às Artes (Proarte) foi homologado desde o último dia 26 de fevereiro.

“Eles fizeram uma proposta de não ter só esse tipo de teatro, agora o problema é que a visão deles é uma, uma visão artística, agora a minha é operacional. Eu preciso atender pelos menos 200 mil turistas, na sua maioria de língua estrangeira. Um cara não consegue entender um espetáculo em português, se ele só fala inglês. No entanto, ao mesmo tempo, preciso atender a categoria, por isso é necessário chegar num ponto de conciliação”, acrescentou.

Artistas e empresas

Disponíveis aos artistas, empresas e público em geral pelo www.editaisculturamazonas.com, a prorrogação aconteceu devido ao longo feriado de Carnaval. No site, artista, grupo ou empresa interessados poderão participar de editais dos mais diferenciados, coordenados pela própria Secretaria de Estado da Cultura ou Agência de Desenvolvimento Cultural.