Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Escola de Arte Jack’s Cartoon oferece bolsas de estudo para jovens carentes de Manaus

Interessados podem procurar o estabelecimento a partir do dia 10; as vagas vão para os primeiros que se inscreverem

Uma das escolas de desenho artístico mais tradicionais de Manaus oferece, a partir da próxima terça (10), o seu presente de Natal anual: a distribuição de 50 bolsas de ensino gratuitas para alunos da rede pública. É a forma como a Escola Oficina de Artes Jack’s Cartoon resolveu comemorar o seu aniversário de 11 anos no endereço atual (Rua 24 de Maio, 509-A, Centro).

De acordo com Jackson Chaves, o “Jack”, desenhista e fundador da escola, a bolsa é voltada a estudantes que não têm condições de pagar a mensalidade regular do curso. “Há um grande número de jovens nessa situação, com talento e vontade de aprender, mas sem ter como investir numa formação mais sólida, profissional”, reflete. “A oferta de bolsas visa justamente garantir essa oportunidade”, afirma.

Os pais ou responsáveis interessados devem comparecer à escola entre 10 de dezembro e a primeira semana de janeiro, com uma xerox dos seus CPF e RG e uma foto e o comprovante de matrícula regular do aluno. A seleção será feita por ordem de chegada: os 50 primeiros a se inscrever vão ficar com as vagas.

As bolsas têm duração de quatro meses, mas, segundo “Jack”, o aluno que se destacar mais vai ganhar outra, de oito meses, para fazer o curso completo. A iniciativa tem a parceira do Centro de Treinamento Desportivo e Tecnológico Amazon Fight Tech.

“Cartada”
Em seus 20 anos à frente da escola, “Jack” se orgulha de ter incentivado muitos talentos que hoje atuam na imprensa, publicidade e outras formas de desenho comercial. “Nossa verdadeira proposta sempre foi estimular a inserção desses jovens no mercado de trabalho. Ao contrário do que se acredita, há um mercado amplo e receptivo a alunos de desenho, que poderia absorver mais profissionais se estes recebessem o apoio e o incentivo da família e a formação adequada”, acredita.

Dentro desse propósito, ele se prepara agora para uma “cartada” mais ambiciosa: o lançamento da primeira revista em quadrinhos “oficial” (ou seja, fora do circuito independente) feita inteiramente por talentos locais: a “Amazon Comics Gibi”. “Nosso slogan, inclusive, é ‘A primeira revista produzida na Zona Franca de Manaus’”, revela o professor.

Com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), a revista é voltada ao público infanto-juvenil, e será distribuída a estudantes da rede municipal. “Essa é mais uma forma de estender a colaboração entre os alunos e a nossa escola, incentivando o trabalho e criando um vínculo profissional, que pode estimulá-los a seguir essa carreira mais lá pra frente”, espera.