Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

  • EM DESTAQUE

  • Últimas
  • Comportamento
  • Decoração
  • Fashion
  • Fitness
  • Pais & Filhos
  • Saúde
  • Viagem
  • Beleza
  • Appétit
  • ‘12 Anos de Escravidão’ e ‘Gravidade’ se destacam na premiação do Bafta

    Evento aconteceu na noite deste domingo (16); prêmio da imprensa britânica e é considerado um termômetro para o Oscar

    Ator Chiwetel Ejiofor posa para foto com o troféu recebido na categoria Melhor Ator por sua atuação me "12 Anos de Escravidão", na premiação anual do Bafta, em Londres

    Ator Chiwetel Ejiofor posa para foto com o troféu recebido na categoria Melhor Ator por sua atuação me "12 Anos de Escravidão", na premiação anual do Bafta, em Londres (Reuters)

    O horripilante drama "12 Anos de Escravidão" venceu o prêmio de melhor filme do ano da Academia Britânica de Artes Cinematográficas e Televisivas (Bafta), consolidando-se como favorito para o Oscar. O thriller espacial "Gravidade" recebeu o maior número de troféus da noite, seis.

    "12 Anos de Escravidão", dirigido pelo britânico Steve McQueen e produzido por Brad Pitt, já era tido como o grande favorito da noite. Seu protagonista, Chiwetel Ejiofor, que interpreta um homem negro submetido ao cativeiro, nos Estados Unidos pré-Guerra Civil, recebeu o prêmio de melhor ator.

    McQueen, de 44 anos, disse ao receber o prêmio que é aterrorizante pensar que 21 milhões de pessoas ainda hoje vivem em condições análogas à escravidão no mundo todo. "Espero que, daqui a 150 anos, nossa ambivalência não permita que outro cineasta faça esse filme", afirmou ele na Royal Opera House londrina.

    "Gravidade", estrelado por Sandra Bullock e George Clooney, ganhou seis das 11 categorias que disputava, inclusive a de melhor diretor, para o mexicano Alfonso Cuarón.

    O Bafta é o prêmio cinematográfico mais assistido fora dos EUA, e por ser entregue duas semanas antes do Oscar é visto como um indicador do prêmio principal de Hollywood. Pelo seu tapete vermelho passaram no domingo celebridades como Leonardo DiCaprio, Oprah Winfrey, Tom Hanks e as britânicas Judi Dench e Emma Thompson.

    O príncipe William chegou atrasado e ainda parou para conversar com populares em frente ao teatro, apesar do frio.

    Ele entregou um prêmio especial à atriz Helen Mirren, que em 2006 interpretou a avó dele, Elizabeth 2ª., no filme "A Rainha".