Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Expectativas no alto em torno das indicações ao Oscar

Lista sai na próxima quinta, dia 16; apostas “esquentam” com avanço da temporada de premiações

Gravidade

'Gravidade' é um dos mais prováveis indicados a Melhor Filme (Divulgação)

Faltam ainda quase dois meses para o Oscar deste ano, mas a premiação mais popular do cinema já é alvo de grande expectativa. Mesmo antes do anúncio dos candidatos ao prêmio, marcado para a quinta, dia 16, cinéfilos e mídia especializada vêm fazendo suas apostas sobre quem deve participar da disputa e quem tem mais chances de levar os prêmios.

Essa expectativa em torno do Oscar cresce com o avanço da temporada de premiações lá fora. Em dezembro, o Sindicato dos Atores (Screen Actors Guild – SAG), o Globo de Ouro e o Critics’ Choice (Prêmio da Crítica dos Estados Unidos) divulgaram suas listas de concorrentes. Agora em janeiro, foi a vez dos sindicatos de Produtores (Producers Guild of America – PGA) e de Diretores (Directors Guild of America – DGA), além do BAFTA, da Academia Britânica, de anunciar seus respectivos indicados.

Essas premiações que precedem o Oscar, em especial as dos sindicatos, costumam ser vistas como “termômetros” do Oscar, indicando preferências e possíveis favoritos, e até influenciando na escolha dos indicados da Academia, cuja votação foi encerrada apenas ontem.


Filmes e apostas
Graças a isso, já é possível fazer um esboço do cenário da disputa do Oscar 2014. É praticamente certa, por exemplo, a presença de “Gravidade”, “12 anos de escravidão” e “Trapaça” (foto) na lista dos indicados a Melhor Filme: os três longas estão nas listas dos principais sindicatos e na de premiações de peso, como o BAFTA. O mesmo vale para seus diretores, respectivamente Alfonso Cuarón, Steve McQueen e David O. Russell, todos bastante cotados para levar a estatueta de Melhor Direção.

Outros longas também têm boas chances de entrar nesse páreo: “Nebraska”, “Capitão Phillips”, “O lobo de Wall Street” (abaixo, na foto), “Philomena” e “Inside Llewyn Davis – Balada de um homem comum” estão entre eles.


Seguindo o mesmo raciocínio, é possível “prever” a disputa entre Chiwetel Ejiofor (“12 anos de escravidão”), Tom Hanks (“Capitão Phillips”) e Matthew McConaughey (“Dallas Buyers Club”) na categoria de Melhor Ator, e de Sandra Bullock (“Gravidade”), Judi Dench (“Philomena”) e Cate Blanchett (“Blue Jasmine”), na de Atriz. Meryl Streep (“Álbum de família”), nome contumaz no Oscar, também tem boas chances de estar na categoria.

Como toda previsão, claro, sempre há o risco de se errar. Será que Meryl Streep estará na disputa? Será que “Philomena” vai concorrer a Melhor Filme? Talvez. No Oscar, como no cinema, algum suspense é sempre fundamental.