Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Famílias se reúnem e mantêm a tradição do almoço de páscoa

A empresária Sônia Barros de Carvalho não abre mão de reunir a família no domingo de Páscoa. O almoço é uma tradição na família. Os filhos fazem questão de participar

Famílias se reúnem no domingo de Páscoa para comemorar a ressureição de Jesus Cristo

Famílias se reúnem no domingo de Páscoa para comemorar a ressureição de Jesus Cristo (Marcio Silva/A Critica)

A família reunida em torno de uma mesa farta faz parte da tradição do domingo de Páscoa, no qual se comemora a ressureição de Jesus Cristo. E para quem pensa que essa é uma data esquecida pela maioria dos amazonenses se engana. Famílias tradicionais da sociedade manauara mantém viva a tradição de reunir toda a família no almoço de Páscoa e passam para filhos e neto a importância de se comemorar a vida.

No cardápio, o bacalhau continua sendo o principal prato no almoço de Páscoa. É o que garante a família da engenheira Jória Said. Ela conta que a data é levada a sério pela família e o almoço de páscoa é uma tradição que deve ser passada para filhos e netos. “Fazemos questão de reunir toda a família e convidar os amigos mais próximos. Essa é uma data para celebrar e além disso, ensinar para os mais novos qual o verdadeiro sentido da data”, ressalta Jória.

Participação
Os netos já adolescentes participam do almoço e não abrem mão dos tradicionais ovos de Páscoa. Jória conta que faz questão de esconder as guloseimas e fazer os netos procurarem. “Além de comer os chocolates ressaltamos para eles que o ovo tem um sentindo de vida e nascimento, por  isso está inserido na celebração”.

Mesa farta
No lar da empresária Sônia Barros de Carvalho a tradição do almoço também é mantida. Ela conta que durante a semana de páscoa a família vive o clima de celebração. A mesa farta para ela representa a alegria de comemorar o renascimento de Cristo. “É realmente uma data festiva e de grande celebração. Para isso fazemos uma mesa farta, com bacalhau, chocolate e bastante comida para comemorar esse momento especial”.

Os filhos, segundo ela, ajudam e reconhecem a importância da data. “Eles estão sempre ajudando e entendem o sentido da comemoração. Não estão presentes por obrigação”, destaca.