Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Amazonenses que venceram o câncer de mama são as grandes estrelas de exposição

Ensaio resgata sensualidade oculta e será exposto no próximo dia 8, no Teatro Manauara

Ao todo, oito mulheres toparam posar de lingerie e em poses sensuais para as lentes de Erica Melo - fotógrafa de A Crítica

Ao todo, oito mulheres toparam posar de lingerie e em poses sensuais para as lentes de Erica Melo - fotógrafa de A Crítica (Anderson Yamada)

Para a fotógrafa Erica Melo, a compra da segunda câmera veio acompanhada de uma inquietação positiva: a vontade de se engajar em algum projeto social e, assim, ajudar o próximo. Foi aí que veio a ideia de produzir um ensaio com mulheres mastectomizadas, resgatando uma sensualidade oculta e, muitas vezes, dada como perdida por elas mesmas.

Rapidamente, ela conseguiu a adesão dos colegas de faculdade Klinger Figueiredo, Dhiego Arlinsonn e Saadya Jezine, e a proposta acabou sendo apadrinhada pelo hospital Check Up e uma série de outros apoiadores. O resultado poderá ser conferido no próximo sábado, dia 8, durante exposição multimídia “Eu continuo mulher”, que acontece no Teatro Manauara, das 19h às 22h, com entrada gratuita.

“No início, imaginei em produzir uma espécie de arquivo pessoal para elas, até porque não é todo mundo que tem condições de fazer um book profissional”, explica Erica, que é fotógrafa de A CRÍTICA. “Então percebemos que, por se tratar de um projeto que envolve vidas e casos de luta contra o câncer de mama, decidimos ir além e contar a história de superação e garra dessas mulheres”, complementa o jornalista Klinger Figueiredo.

Ao todo, oito mulheres toparam posar de lingerie e em poses sensuais para as lentes de Erica. A exposição trará uma foto para cada uma delas, além de registros dos bastidores, incluindo as etapas do banho de beleza patrocinado pela Amanda Beauty Center e Priscila Albuquerque.

“Nisso que reside o impacto do trabalho. Antes de conhecermos essas mulheres, tínhamos uma imagem de que elas eram frágeis, com a autoestima lá embaixo, e que jamais topariam posar dessa forma”, acrescenta Klinger. Para ele, a adesão nada mais é do que um grito afirmativo. “Como se elas dissessem que não é só a mama que representa a feminilidade delas”.

ÁUDIO E VÍDEO

A mostra “Eu continuo mulher” não se resume apenas ao ensaio fotográfico. A equipe do projeto também produziu um documentário de curta-metragem com os depoimentos coletados durante a produção – e aí se incluem as falas não apenas das mulheres que venceram o câncer de mama, mas também de médicos especialistas em mastectomia e reconstituição mamária.

O roteiro é de Dhiego Arlinsonn, mas é Erica quem explica a ideia: “É como se o documentário contasse a história de uma única mulher através de trechos dos depoimentos de cada participante. Abordamos desde a descoberta do câncer, até a queda de cabelo, os preconceitos enfrentados e a superação”.

Além disso, a exposição vai contar com a participação do cantor Cileno, que compôs a música “Beleza Brasileira” especialmente para o projeto. Gravada em parceria com a banda Moinhos de Vento, a canção será lançada no dia da mostra, com direito a um pocket show comandado pelos músicos. A música também ganhou um videoclipe, gravado neste fim de semana.

REVISTA

Klinger Figueiredo adianta que, durante o evento, será lançado o projeto de uma revista sobre saúde da mulher, com informações como importância do autoexame e alimentos que ajudam a prevenir o câncer de mama. Também assinada pela equipe, a publicação vai circular durante o Outubro Rosa. Já estão confirmadas colaborações de Karen Leão, Priscila Albuquerque e Flávia Flores, modelo paulista que teve câncer e mantém o blog Quimioterapia e Beleza.