Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Artes e movimentos culturais ganham nova dinâmica para o fim de ano

Iniciativa passa de festival a circuito e não terá mais palco na rua; programação começa nesta sexta-feira

Jarakillers agita o fim de semana

Jarakillers agita o fim de semana (Divulgação)

Antes de o ano acabar, Manaus ainda vai dar lugar a uma intensa programação cultural, com espetáculos, shows e outras atividades para os fãs dos mais diversos segmentos artísticos, todos conectados ao Até o Tucupi, circuito de artes integradas que ganha uma nova dinâmica em sua oitava edição. Oficialmente, os eventos começam nesta sexta-feira, dia 6, e seguem até o dia 22 de dezembro, em vários pontos da cidade (confira a programação deste fim de semana ao lado).

De acordo com a coordenadora de programação do Até o Tucupi, Elisa Maia, o formato de circuito, ao invés de festival (como vinha acontecendo nas edições anteriores), é fruto de uma reflexão que aconteceu dentro do Coletivo Difusão e Casa Fora do Eixo Amazônia, que assumiram a coordenação geral do projeto.

“Desde 2007, ele vem acontecendo e modificado, e um elemento que vinha sendo constante era o palco onde aconteciam os shows das bandas selecionadas. O festival nasceu pulverizado, mas a programação musical acabou ganhando um destaque maior”, explica Elisa. “Chegamos à conclusão de que precisávamos dar uma equilibrada na importância que cada linguagem artística vinha recebendo”, justifica.

Como vai funcionar

Segundo a coordenadora, este ano o processo se deu através da adesão de projetos independentes, e previamente agendados, à proposta do Até o Tucupi. Em contrapartida, diz Elisa, a organização acionou a sua rede de contatos e fornecedores para viabilizar as atividades e suprir necessidades básicas de produção.

“Apesar da edição deste ano não possuir patrocínio, cada atividade tem uma série de apoiadores, negociados de maneira independente por seus respectivos produtores, mostrando a necessidade de se criar um arranjo criativo para realização dos projetos. E é essa ‘provocação” que o Até o Tucupi sempre se propôs a fomentar”, completa Elisa.

Por dentro da agenda

Nas próximas três sextas-feiras, o R2 vai apresentar atrações musicais para quem se liga na música autoral manauara e vai abrir espaço para o projeto Vitrine Rosa Choque, da criadora de moda Cristiane Batista, da marca Santa Cris.

De 12 a 14, dentro do Até o Tucupi, também acontece a Mostra Internacional de Videodança na Amazônia (Miva), com a realização de mostras, workshops e mesas de debate na UEA, Parque dos Bilhares e Coletivo Difusão.

Em seguida, no Aomirante Bar, acontece a quarta edição do Festival Cauxi, no dia 14, que vai reunir cinco bandas selecionadas através da plataforma Toque no Brasil.

No dia 15, o Até o Tucupi promove o “Mutirão Hip Hop Rua”, realizado pelo Coletivo Feminino MariaMm, que vai promover os gêneros de arte ligados à cultura urbana.

Na semana de encerramento do circuito, a programação inclui um painel sobre produção, difusão e circulação artística, uma mesa redonda sobre os festivais como plataforma de fomento à cultura, com representantes das esferas públicas, além da festa Psicotrônico (comandada pela Luneta Mágica e Malbec) e show da turnê de lançamento do álbum de Elisa Maia.

 

Programação

Espaço R2 e Jacc Produções
O que: Show das bandas Johnny Jack Mesclado e Espantalho + Vitrine Rosa Choque
Onde: Garden Casa de Festas, Pq. das Laranjeirasquando sexta, às 22h
Quanto: R$ 10

Artrupe Produções
O que: Encerramento da temporada da peça “A Casa de Inverno”
Onde: Teatrinho do Sesc Centroquando sábado, às 20h
Quanto: R$ 10

Jarakillers Fest
O que: Shows de 15 bandas de rock de Manaus
Onde: Forte Apache, estrada do Cetur
Quando: sábado, às 14h
Quanto: R$ 15 (homem) e R$ 10 (mulher) + 1kg de alimento ou fralda

Undergrounder Prod
O que: Projeto de música eletrônica + intervenção de artes visuais
Onde: Praça Dom Pedro II, Paço Municipal, Centro
Quando: domingo, às 14h
Quanto: acesso gratuito