Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Banda formada majoritariamente por mulheres toca sábado na festa Circo Voador, em Manaus

A apresentação será em torno de clássicos dos anos 80 e 90. A linha é o rock n’ roll, pois este é o estilo comum a todos os integrantes

Lotus revisita clássicos do rock de forma criteriosa

Lotus revisita clássicos do rock de forma criteriosa (Divulgação / Janderson Cordeiro)

Somente olhando as feições delicadas da dentista Mayara “May” Satier, não é possível imaginar na força que ganha sua voz ao entoar hinos do rock de nomes como Aerosmith, Van Halen, Rage Against the Machine, Skid Row e outros. Mas é justamente esse o repertório que ela, na condição de vocalista da Banda Lotus, comanda ao lado das companheiras  Silvana Azulay, Letícia Martins, Mixiko Farias, Tricia Lima e de Marco Duarte. Juntos, eles sobem ao palco do Teatro Manauara neste sábado (21) abrindo a festa Circo Voador.

A apresentação será em torno de clássicos dos anos 80 e 90. A linha é o rock n’ roll, pois este é o estilo comum a todos os integrantes. Segundo May, cada um tem uma influência diferente, por isso a necessidade de eleger um set list democrátic. “A gente tenta privilegiar as músicas que agradem tanto quem gosta de rock leve como pesado”, afirma a vocalista, incluindo nesta lista Metallica e Megadeth.

A Lotus foi criada em 2012, porém, a rotatividade de shows iniciou de fato em agosto do ano passado. De acordo com  May Satier, a ideia inicial era fazer um tributo à Avril Lavigne. Depois de se entrosarem, os integrantes viram que tinham muito em comum e resolveram  dar continuidade  ao projeto adotando um estilo que fosse mais “a cara” de cada um. Depois do tributo ao cantor Bon Jovi as coisas começaram a ficar mais sérias.

“Foi quando as pessoas começaram a nos notar, ficaram curiosas, primeiro porque todo mundo gosta de Bon Jovi e segundo que chamava a atenção uma banda praticamente só de  mulheres. Muita gente foi conferir”, lembra. Ela faz questão de frisar que a crescente popularidade não lhes pressiona a fazer um som próprio, pois todos os companheiros de banda estudam e trabalham. Por enquanto, a ordem é diversão. “Fazer música própria não é obrigação, é algo que vai se desenvolvendo. Não há pressão, estamos deixando acontecer”.

Clube da luluzinha

Antes da Lotus, May Satier havia descoberto sua afinidade com a música: estudou canto lírico durante quase dois anos e assumiu o vocal de outros grupos. Conviver com tantas mulheres em uma só banda, no entanto, é novidade - e muito bem-vinda.

“Por sermos mulheres, somos mais criteriosas com algumas coisas. Percebo que as meninas são detalhistas. Quando fizemos o especial Bon Jovi, tiveram o cuidado de tirar o solo  e tocar na afinação  original das músicas. Por ser um tributo, a gente sabe que existe essa expectativa de se ouvir a coisa parecida, conta.

Que a beleza, o talento e a gana das integrantes representa uma quebra de paradigmas, Satier já sabe. O mais importante para a vocalista, em meio aos vários convites que pipocam para a banda subir ao palco, é manter a qualidade do som. “Têm surgido oportunidades da gente tocar em vários locais diferentes. Isso é legal. Mas a gente procura botar sempre a música em primeiro lugar”.

Som de gerações

O Circo Voador, tradicional espaço cultural carioca, é extremamente importante para a história do rock n’ roll nacional e da música brasileira. A festa homônima vem para relembrar esses bons tempos da famosa casa de shows da cidade maravilhosa.

A banda Lótus sobe ao palco por volta das 23h para aquecer o público com flashback internacional dos anos 80 e 90. Já a Black Jack entra em cena 00h, tocando rock nacional - mais precisamente as canções que marcaram gerações e que continuam conquistando o grande público. O  grupo é formado pelos músicos Evaldo Pinheiro (vocal e guitarra), Chrystian Pinheiro (contrabaixo), Dougllas Abreu (guitarra solo) e Fábio Saboia (bateria).

Serviço

O quê:  Festa Circo Voador com as bandas Lotus e Black Jack

Quando:  sábado (21), a partir das 22h

Onde:  Teatro Manauara (Manauara Shopping, piso buriti)

Quanto:  R$ 30 (meia) 1° lote

Info:  3342-8030 / www.teatromanauara.com.br