Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Companhias artísticas locais se unem para oferecer espetáculos a R$ 10 o ingresso

As companhias Cartolas Produções, Contém Dança, Soufflé de Bodó Company, Corpo de Arte Contemporânea, Ateliê 23 e Teatro Éden fazem parte da programação

'Herói', que já está em cartaz no Sinteel, está na programação da campanha

'Herói', que já está em cartaz no Sinteel, está na programação da campanha (Divulgação)

Uma campanha chamada “De graça não tem graça” foi lançada por membros de diversos segmentos artísticos, como performance, teatro e dança. A meta é criar o interesse no público comum para que assistam a espetáculos manauaras, mas de modo a incentivar financeiramente o trabalho das companhias de arte. 

Os grupos em questão, como a Cartolas Produções, Contém Dança, Soufflé de Bodó Company, Corpo de Arte Contemporânea, Ateliê 23 e Teatro Éden fazem parte da programação, com sete montagens que possuem ingressos no valor único de R$ 10, a serem apresentadas em três sedes culturais da capital: O Alienígena, Sinttel e Coletivo Difusão. Os sete espetáculos ficam em cartaz durante todo o mês de agosto -  cada um em um dia da semana - de segunda a sábado.

A campanha é inspirada em um editorial oriundo do Teatro Vila Velha, de Salvador. Ações performativas nas ruas de Manaus, bem como uma intensa divulgação da campanha nas redes sociais são as aliadas do grupo para atrair mais adeptos, diz Francis Madson, diretor da Soufflé de Bodó Company. “Muitas pessoas podem não atentar para isso, mas pagar para assistir aos espetáculos contribui para a profissionalização desses artistas, que poderão se inserir na cadeia econômica”, argumenta ele.

Para a diretora da Contém Dança Cia., Francis Baiardi, os grupos já começaram a participar da mobilização. “Na semana que vem, por exemplo, a Contém vai estar na Djalma Batista usando, além do corpo como performance, uma gravação fazendo analogia à ideia das aeromoças, que fazem as chamadas de embarque no aeroporto”, coloca ela. A artista afirma ainda haver uma cultura de não pagar para ver arte (apenas shows musicais) que precisa ser evitada. “Queremos mudar, criar essa perspectiva, porque a arte precisa. É uma iniciativa necessária, porque aborda a sobrevivência também”, destaca.

Programação

O Sinttel (rua Xavier de Mendonça, 392, em frente à Igreja da Aparecida) vai concentrar o maior número de espetáculos participantes da campanha “De graça não tem graça”. A programação será de segunda a sexta-feira, sempre às 20h.

A agenda nesse espaço começa na próxima segunda-feira, dia 11, com o espetáculo “Quase invisível”, da Contém Dança Cia. Na terça-feira é a vez da peça “Oração”, do Ateliê 23; na quarta, o Corpo de Arte Contemporânea apresenta a performance “Yi Ocre”; o espaço das quintas-feiras ficará com a peça “Pai”, da Cartolas Produções, que já está em cartaz; na sexta, a Soufflé de Bodó fecha a semana no Sinttel com o espetáculo “Herói”, também em cartaz desde julho.

Juntos na campanha

A partir deste sábado, dia 9, a Contém Dança realiza a temporada do espetáculo-instalação “Chico: o corpo em cores e sons”, no Coletivo Difusão (av. Djalma Batista, Travessa B, Chapada). O trabalho ficará em cartaz todos os sábados de agosto, com sessões às 19h e 21h. Também sempre às quartas-feiras, às 20h, o espaço O Alienígena (rua Lima Bacuri, 64 C, Centro, em frente à Praça da Polícia) dá seguimento à temporada da peça “Neandertal”, do Teatro Éden.