Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Conheça o hotel com cara de oásis futurista que encanta Lisboa

O hotel é o primeiro construído sobre o rio Tejo, no Parque das Nações, zona Oriental de Lisboa, e é classificado como cinco estrelas

Premiado internacionalmente, o cinco estrelas de Lisboa tem arquitetura e decoração ao estilo luxo contemporâneo

Premiado internacionalmente, o cinco estrelas de Lisboa tem arquitetura e decoração ao estilo luxo contemporâneo (Divulgação)

Lisboa (PT) – Primeiro hotel construído sobre o rio Tejo, no Parque das Nações, zona Oriental de Lisboa, o cinco estrelas Myriad by Sana Hotels chama a atenção  de longe, no alto de seus 143 metros, pelas curvas de sua torre, em formato de arco e vela, e pela fachada com forte apelo futurista.

Ao entrar no edifício, a decoração e a estrutura majestosa surpreendem ainda mais o visitante ou hóspede, que se sente  em um verdadeiro oásis de beleza e tecnologia.O projeto, concebido pelo renomado arquiteto português Nuno Leônidas (www.nla.pt) é singular.

“Foram 14 anos desde que iniciaram as negociações para a construção dessa obra, porque ela está junto à Torre Vasco da Gama, um importante monumento da cidade. Por isso, ligamos sempre nosso slogan ao sonho, porque de fato esse hotel foi um sonho para a cidade inteira”, explica a Gestora de Marketing da Sana Hotels, Catarina Martins. 

Situado ao lado de um importante centro empresarial e perto das principais vias de acesso da capital portuguesa, o hotel oferece várias zonas de lazer, sempre engrandecidas pela vista para o Tejo. Possui 186 quartos e suítes de decoração contemporânea, tons fortes e contrastantes, com arquitetura e decoração integrados.

“Um dos maiores destaques dessa obra é que tanto a arquitetura quanto a decoração foram concebidas pelo mesmo escritório, portanto, cada móvel e objeto foi exatamente pensado para aquele espaço, o que torna esse projeto único”, enfatiza Catarina.

O projeto do Myriad conquistou importantes prêmios de arquitetura e construção, com destaque para o “International Hotel Awards 2013”, em Londres, nas categorias Melhor Novo Hotel em Design e Construção na Europa e Melhor Arquitetura de Hotel em Portugal. 

A integração entre os elementos chama mesmo a atenção: a torre e o hotel estão em simbiose perfeita. A transparência do edifício, “vestido” de vidro com vistas panorâmicas e repleto de luz natural, e a decoração, com design e modernidade presentes em cada elemento, determinam o resultado final.

Espaços e arte

Cosmopolitas e sofisticados, em tons de preto e prata e vermelho, os 186 quartos e suítes são equipados com tecnologia de ponta, que permite, por exemplo, personalizar a música ambiente por meio do iPad ou iPhone. Todos têm vista panorâmica e privilegiada sobre a cidade de Lisboa e rio Tejo.

No piso térreo é possível encontrar o restaurante/bar principal – River Lounge. Contemporâneo e literalmente sobre o rio, a cozinha oferece experiências para os cinco sentidos, com assinatura do chef alsaciano Frederic Breitenbucher, um conceito de cozinha criativa portuguesa baseada nas tradições do mar.

Em relação às obras de arte, é possível admirar peças únicas como o “Painel Anyma”,  de autoria exclusiva de Sofia Courteilles, e “Navegar é preciso…viver” e “World”, de autoria conjunta de Courteilles e Miguel David Pinho. 

No River Lounge, há ainda outra peça que chama a atenção: um piano Yamaha vermelho que pertenceu a ninguém mais ninguém menos que Sir Elton John. Com a assinatura do músico inglês, o instrumento musical foi recentemente adquirido e é utilizado em pequenos shows no local. Mais que uma vista deslumbrante, o hotel presenteia os olhos a cada metro quadrado, tornando-se visita obrigatória na capital portuguesa. 

*A jornalista viajou a convite da TAP Linhas Aéreas