Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Curta amazonense é exibido em Portugal

Filme de Keila Serruya vai integrar mostra no 5º Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, em Lisboa

“Assim” mostra vida de duas jovens travestis, vividas por Nayla Bianca e Patrícia Fonttine

“Assim” mostra vida de duas jovens travestis, vividas por Nayla Bianca e Patrícia Fonttine (Divulgação)

Produção amazonense que mostra o cotidiano de duas jovens travestis, o curta-metragem “Assim” foi selecionado para participar da quinta edição do FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, que acontecerá de 2 a 9 de abril, em Lisboa. O filme da realizadora audiovisual Keila Serruya, lançado em Manaus no final de agosto passado, vai integrar a Mostra de Cinema Brasileiro do evento, ao lado de outros sete curtas e de seis longas brasileiros.

A mostra da qual “Assim” faz parte será exibida no Cinema São Jorge, na capital lusitana, dia 8 de abril, terça-feira. Keila se diz satisfeita pelo resultado e pela oportunidade de ter seu trabalho exibido no FESTin. “Sempre é prazeroso, não por ser na Europa, mas pelo motivo do curta ser exibido para pessoas com referências culturais diferentes. O prazer é instigar, exibir, afetar, propor... O ‘Assim’ é isso”.

Keila assinala o encontro de representantes de diferentes culturas e um idioma em comum como ponto forte do evento em Portugal. “O maior barato dele é ter contato com pessoas de varias culturas, vários países, mas que falam o mesmo idioma”, declara a realizadora, que dependerá de apoio para adquirir passagens e participar do festival europeu. “Eles (os organizadores) apoiam na logística, alimentação e hospedagem, mas o restante é por conta de outros apoios que o filme conseguir. Espero mesmo participar pessoalmente, seria incrível”.

Do jeito que se é

“Assim” se passa durante uma manhã na vida de duas travestis, interpretadas por Patrícia Fonttine e Nayla Bianca. Quase sem diálogos, o curta de 14 minutos se destaca ao propor ao espectador uma contemplação, como explica Keila.

“Ele tem apenas uma fala e um diálogo, tem que haver uma leitura visual para seu ‘entendimento’”, comenta a realizadora, que não limita seu curta a um mero “filme sobre travestis”. “Ele não mostra essa caricatura sobre o gênero, e sim instiga a comparação simples com qualquer indivíduo adulto”.

Keila também credita o talento da equipe técnica pelo bom resultado do filme: “Tudo isso é culpa deles também”.

Depois da exibição no FESTin, Keila planeja disponibilizar o curta em plataformas online (Youtube e Vimeo), além de divulgá-lo por meio de QR codes, para acesso em plataformas móveis. “Além de ‘uppado’ na Internet, ele teria uma distribuição viral”, explica a realizadora. Ela defende a circulação de produções para além dos restritos circuitos de festivais: “Acredito que devemos pensar mais nessa questão de circulação. Não adianta produzir e exibir uma vez, não faz sentido”.

Ficha técnica

ASSIM

Direção e roteiro Keila Serruya

assist. de direção Allan Gomes

Elenco Nayla Bianca e Patrícia Fonttine

Fotografia Yure César

Edição e finalização de imagem Fabio Meira

Dir. de arte Óscar Ramos

Som e trilha Bruno Prestes

Figurino Adroaldo Pereira

Preparação de elenco Zeudi Souza

prod. executiva Elenise Maia

realização Picolé da Massa Produções