Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Macarrão ajuda a manter uma dieta equilibrada

Nutricionista explica que é possível consumir massas sem pesar na balança, basta saber escolher acompanhamentos e molhos

Quando a massa é consumida nas quantidades adequadas para cada tipo de metabolismo e com molhos magros, como o ao sugo, de ervas ou com vegetais, o resultado é mais energia para o dia a dia

Quando a massa é consumida nas quantidades adequadas para cada tipo de metabolismo e com molhos magros, como o ao sugo, de ervas ou com vegetais, o resultado é mais energia para o dia a dia (Divulgação)

O macarrão é um dos ingredientes mais versáteis existentes na culinária. Seus inúmeros cortes permitem combinações com diversos molhos, carnes e vegetais. Apesar de ser tão popular na mesa do brasileiro a massa é frequentemente taxada como vilã em uma alimentação saudável. A verdade é que não é a massa que engorda e sim a quantidade consumida e principalmente os acompanhamentos e molhos, como explica Fabiana Fontes, nutricionista da Equilibrium, consultoria da Marca Fortaleza, marca da M. Dias Branco.

Quando a massa é consumida nas quantidades adequadas para cada tipo de metabolismo e com molhos magros, como o ao sugo, de ervas ou com vegetais, o resultado é mais energia para o dia a dia. Fabiana lembra ainda que a recomendação diária de consumo de carboidratos indicada pelo Guia Alimentar para População Brasileira (divulgado pelo Ministério da Saúde) é de 5 a 6 porções.

“O macarrão pode ser incluído em uma dieta balanceada. Além de molhos “leves” a dica para não elevar o valor calórico e a quantidade de gorduras é escolher acompanhamentos nutritivos como um filé grelhado (frango, peixe e carne bovina magra) ou uma boa salada de folhas e vegetais”, explica Fabiana.

O mito de que o macarrão engorda também foi quebrado por uma pesquisa recente feita pela Universidade Hebraica de Jerusalém, que comprovou que consumir carboidrato após as 18h, na quantidade adequada, é benéfico para a saúde.

Para Fabiana o estudo desmistifica o mito e reforça que carboidrato não é vilão da alimentação. “O que o estudo aponta é que o ganho de peso não está relacionado ao carboidrato consumido à noite e sim à qualidade da alimentação no restante do dia, ao sedentarismo e ao exagero na quantidade de alimentos consumidos”, afirma a nutricionista.

Consumir carboidrato à noite favorece o aumento do hormônio leptina, substância que pode diminuir o apetite durante o dia, auxiliando na manutenção do peso. Também contribui para uma noite de sono tranquila.

Já que foi comprovado que incluir macarrão na dieta não altera o ponteiro da balança, a nutricionista da Marca Fortaleza ensina como deixar a refeição ainda mais leve. “O ideal é combinar a massa com legumes e verduras, carnes magras (peixes e frango) e fibras (como aveia, linhaça e sementes em geral). Lembrando também da quantidade a ser consumida: 1 prato raso, com 1 ou no máximo 2 pegadores de massa”, finaliza Fabiana.

 Confira aqui uma sugestão de receitas com todas as dicas da nutricionista.