Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Marcha na Cidade Nova terá música e dança

Ato contra o genocídio do povo negro acontece pela primeira vez em Manaus nesta sexta-feira, dia 22, às 17h

Equipe Black Roots, uma das atrações confirmadas no evento, toca clássicos do reggae direto dos discos de vinil

Equipe Black Roots, uma das atrações confirmadas no evento, toca clássicos do reggae direto dos discos de vinil (Divulgação)

Promovida no ano passado em algumas capitais brasileiras, como Salvador e São Paulo, a Marcha Contra o Genocídio do Povo Negro chega a sua segunda edição e será realizada pela primeira vez em Manaus, com direito a uma programação repleta de atividades culturais.

O evento, marcado para iniciar às 17h desta sexta-feira (22), na Cidade Nova, contará com exibição de vídeos, microfone aberto e apresentações de grupos musicais de origem afro. Entre as atrações já confirmadas estão os rappers Negro Lamar, Cida e Denny Vira Lata, além do grupo de hip hop Conexão Zona Norte e da Equipe Black Roots, que toca clássicos do reggae direto dos discos de vinil. Também estão escalados o grupo Matumbé Capoeira e o DJ MC Fino, que fará uma seleção com o melhor da black music mundial.

A Marcha Contra o Genocídio do Povo Negro tem como objetivo denunciar o alto índice de mortalidade de um perfil específico na sociedade brasileira: pobre, jovem e negro. “Na região Norte, em geral, existe uma mania de se achar que não existem negros. Com a Marcha nós queremos dar visibilidade para a população negra, para a luta negra e, principalmente, para essa questão do genocídio”, explica Lamartine Silva, um dos mobilizadores do ato.

Por meio de iniciativa da Campanha Reaja ou Será Morta, Reaja ou Será Morto, a II Marcha Internacional Contra o Genocídio do Povo Negro conta com a mobilização de fóruns, comitês, coletivos e lideranças negras de todo o Brasil e de fora do país, que atuam de forma independente e organizada e que, juntos, somam 17 estados brasileiros e 15 países na luta contra o genocídio do povo negro.

Serviço

O quê: II Marcha Nacional Contra o Genocídio do Povo Negro

Onde: Av. Noel Nutels, na Praça São Bento, em frente à Igreja Católica, próximo ao Terminal 3, na Cidade Nova

Quando: 22 de agosto (sexta­feira), a partir das 17h

Quanto: Gratuito