Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Murumuru para cabelos volumosos: óleo de semente da Amazônia promete ser febre

Uma semente da Amazônia está desbancando a famigerada marroquina Argan. O Óleo de Murumuru entra em cena e promete ser febre nos salões de beleza

 

A novidade agora fica por conta do seu uso em tratamentos capilares

A novidade agora fica por conta do seu uso em tratamentos capilares (Juca Queiroz)

O murumuru já é um velho conhecido do mundo dos cosméticos e está presente em diversas fórmulas de produtos brasileiros e internacionais. Em 2010, a semente ganhou notoriedade depois que a grife americana Tom Ford lançou um batom formulado com o murumuru.

A novidade agora fica por conta do seu uso em tratamentos capilares. Assim como Argan, o Óleo de Murumuru é um poderoso hidratante que promete fazer maravilhas nos cabelos.

Fios domados“Graças ao seu alto poder de nutrição, controle e disciplina, e a excelente performance no cabelo das brasileiras, a manteiga de murumuru tem tudo para se tornar um verdadeira febre”, acredita a diretora de departamento de desenvolvimento da L’Oréal, Maya Colombani.

A marca francesa acaba de lançar uma linha que traz o murumuru como ingrediente principal. “O Brasil se torna internacionalmente cada dia mais atrativo e uma das razões é a beleza das mulheres brasileireiras e a biodiversidade do País”, afirma Maya.

De acordo com uma pesquisa U&A Hair Care (Uses and Attitudes de hábitos de consumo) encomendada pela L’Oréal, os cabelos volumosos são uma realidade na cabeça das mulheres brasileiras. O levantamento aponta que 47% delas afirmam ter cabelos com muito volume e 76% dessas consumidoras revelaram que gostam de ter um cabelo com volume normal.

“Queríamos lançar uma linha revolucionária unindo tecnologia e inteligência natural, capaz suprir 100% das necessidade das brasileiras (as mulheres mais exigentes do mundo quando o assunto é cabelo), por isso os Laboratórios receberam a missão de buscar uma matéria-prima com alto poder de controle, antifrizz e nutrição para cabelos volumosos”, conta a diretora de departamento de desenvolvimento da L’Oréal.

“Assim descobriram uma comunidade na Amazônia que cultiva o fruto murumuru, e da sua semente é extraído um óleo e devida a sua alta emoliência, se transforma na manteiga de murumuru. O fruto é colhido de forma sustentável por uma comunidade do Pará”, garante.

EconomiaNo Amazonas, a coleta de murumuru movimenta a economia de comunidades nos municípios de Carauari e Lábrea.

“Na Comunidade do Roque, em Carauari, cerca de 69 famílias trabalham na produção sustentável do óleo de murumuru. Ano passado foram produzidas 120 toneladas. Em Lábrea, na comunidade Nova Vista, são cerca de 25 famílias trabalhando. Em 2012, elas produziram 107 toneladas”, diz João Bosco Ferreira, chefe do Departamento de Manejo de Geração de Renda, da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (SDS).

“É um negócio relativamente novo, mas que vem ganhando cada vez mais evidência”, finaliza João Ferreira.

Produção sustentável

No Amazonas, o Óleo de Murumuru é produzido de forma sustentável nas Reserva Extrativista do Médio Purus, em Lábrea, e na Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Uacari, em Carauari.