Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

'Pump – Black Party 2' acontece nesta quinta-feira no píer do Tropical Hotel Manaus

Festa apresenta oito atrações de peso para movimentar as picapes e a pista, nesta véspera de feriado

As picapes são comandadas por nomes como Alok, Marcelo Cic, Dirtyloud, Vintage Culture, Repow, Alexfeld, Fábio Lulinha e Diego Marzzitelli

As picapes são comandadas por nomes como Alok, Marcelo Cic, Dirtyloud, Vintage Culture, Repow, Alexfeld, Fábio Lulinha e Diego Marzzitelli (Divulgação)

Qualidade de som e produção é o que a nova edição da label “Pump Party” promete para esta quinta-feira (4), véspera de feriado estadual, a partir das 19h, no píer do Tropical Hotel Manaus. No line up, oito DJs e produtores musicais estão escalados para dar o clima e ditar as emoções do público que aprecia a música eletrônica em suas diversas vertentes. As picapes são comandadas por nomes como Alok, Marcelo Cic, Dirtyloud, Vintage Culture, Repow, Alexfeld, Fábio Lulinha e Diego Marzzitelli.

Esta é a segunda festa com a temática “Black Party”, na qual só podem ingressar quem estiver, obviamente, com figurino preto. É a segunda vez, também, que a organização aposta no formato “open air”, ou seja, ao ar livre. Segundo o organizador, Bernard Teixeira, os fenômenos atmosféricos não significam ameaças para a realização da festa. “Na última edição – “White Edition”, em abril deste ano – houve chuva, mas isso acabou por contribuir para o clima da festa. Muita gente já perguntou se desta vez vai chover mais ainda. Apesar da aceitação do público, acreditamos que agora isso não se repetirá, pois estamos atravessando uma época com poucas chuvas”, avalia o empresário.

Cada um dos escolhidos para compor o line up da nova “Pump Party” tem peculiaridades musicais que os fazem fundamentais para sustentar a dinâmica do evento, sem cair em repetições de estilos e vertentes da e-music. “Todos os artistas são convidados para a festa a partir da sua significação no cenário da música eletrônica e, também, pela vontade do público, que sempre sugere os nomes que mais gostariam de curtir na balada”, afirma Bernard.

Uma das atrações da “Pump – Black Party 2” é o DJ Alok, filho de Ekanta e Swarup – dois DJs pioneiros na música eletrônica nacional – e que possui mais de um milhão de “plays” no Soundcloud e é autor de diversos “hits”, como "Snoop Sings" e "Puro Êxtase", em parceria com Icy Sasaki. Marcelo CIC também surge como um dos nomes da noite eletrônica. Além da técnica de mixagem propriamente dita, CIC é dono de carisma que faz o público dançar. DirtyLoud é a dupla mineira cujo nome é um dos que se destacam como produtores musicais, despertando o interesse e até a admiração de outros colegas de profissão pelo mundo. Alexfeld, DJ e produtor de música eletrônica brasileiro, trabalha com vários estilos, mas prefere a house music e suas vertentes. Além disso, é considerado especialista em progressive, electro e tech house. Repow, por sua vez, traz como uma de suas marcas “mash-ups” ao vivo. O curitibano lança músicas nas maiores gravadoras do planeta, como Spinnin’ Records, Cr2 Records e Big Fish. O paranaense Vintage Culture tem influência nas sonoridades de grupos “vintage” (antigos) como Depeche Mode, New Order e Pet Shop Boys.

Presente em pelo menos outras três edições da festa de música eletrônica genuinamente amazonense “Pump Party”, o DJ Fábio Lulinha, que reside em Manaus, está entre as atrações locais, assim como Diego Marzzitelli.


A quantidade de atrações é uma novidade que a “Pump – Black Party 2” apresenta, saltando para oito. Em relação aos número, vale ressaltar que a organização espera manter o registro da última balada, com 5 mil pessoas, preenchendo os ambientes, composto de pista, camarotes e área vip. Neste último espaço, aliás, o público contará com acesso ao “front stage” e “open bar” durante quatro horas, com direito a cerveja Devassa, vodca Absolut, Red Label, água e refrigerante.

Até o fim do ano, a label deve seguir para Roraima e para o Pará. E, em 2015, há a previsão de chegar ao Nordeste.

Chegando à quinta edição da marca “Pump Party”, o empresário Bernard Teixeira avalia que a continuidade da festa se deve à própria receptividade do público. “O que nos move é o carinho das pessoas. Já são quase 10 mil seguidores no Instagram, que todos os dias falam conosco e reforçam que a cidade de Manaus ainda é carente desse tipo de evento, com a qualidade que oferecemos”, diz.

SERVIÇO

Pump – Black Party 2

QUANDO: Dia 4 de setembro, a partir das 19h

ONDE:Píer do Tropical Hotel

QUANTO: R$40 (pista) / R$120 (área vip) – valores de meia-entrada

PONTOS DE VENDA: pumpingressos.com.br e lojas Levi’s (Manauara e Amazonas Shopping)

*Com informações de assessoria de comunicação.