Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

O poder do Camu-camu é usado em dietas detox

O fruto é tão promissor que foi formado um grupo de pesquisa específico no Inpa. Lá, são desenvolvidos estudos que vão desde o melhoramento genético do camu-camu, seu potencial na cadeia produtiva e utilização tecnológica e econômica (produtos alimentícios como geleia, néctar, licor, sorvete)

O camu-camu é a fruta com maior concentração de vitamina C

A fruta ainda ajuda a diminuir os riscos de doenças crônicas como as cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer (Divulgação)

De aparência diminuta, o camu-camu mede de 10 a 32mm de diâmetro e nasce em áreas alagadiças da Amazônia. Mas, a iguaria que normalmente virava comida ou isca para peixe, desbancou a acerola e assumiu o posto de fruta brasileira com a maior concentração de vitamina C. Atualmente, ganhou status de “superfood”, sendo conhecida e até comercializada na forma de produtos industrializados no exterior, além de ser usada em dietas desintoxicantes.

Quem já descobriu os potenciais da frutinha amazônica é a personal chef mineira Carol Stoffella (@detoxcleanse no Instagram). Formada em gastronomia, ela trabalha com atendimentos personalizados, onde prepara pratos de dieta detox para suas clientes.  Segundo ela, o camu-camu já é  bastante conhecido nos Estados Unidos e Japão, onde é consumido nas formas de cápsula, em pó ou sumo. “Como não é fácil de encontrar por aqui, costumo usar mais quando algum amigo traz de fora”, explica.

Bacuri, açaí e cupuaçu são outros tipos de frutas amazônicas que ela integra com frequência aos seus pratos - especialmente os que não vão ao fogo, para conservar os nutrientes.  Ela ainda indica algumas combinações que podem ser feitas com o camu-camu em pó: sucos de vegetais com frutas e smoothies (sucos mais cremosos) com banana congelada. “Por conta do gosto forte, costumo combiná-lo com frutas mais doces, para agradar a todos os paladares”.

Estudos

 A nutricionista e pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Dra. Dionísia Nagahama conta que a fruta já tinha sido identificada nos anos 60, mas começou a ser estudada mais intensamente a partir da metade dos anos 90, justamente por conta do grande teor de ácido ascórbico.

“É um antioxidante de primeira ordem. A lista de benefícios é extensa: além de contribuir para a redução dos lipídios no organismo, o camu-camu não permite que placas de gordura se depositem nos vasos sanguíneos e também é um agente eficaz no combate a inflamações, alergias, micróbios e vírus”, enumera. De acordo com a Dra. Nagahama, a fruta ainda ajuda a diminuir os riscos de doenças crônicas como as cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer.

“O camu-camu também tem baixa concentração calórica, o que o torna uma excelente opção para pessoas que precisam emagrecer”, acrescenta a pesquisadora. “Ele contribui no teor de fibra alimentar, promovendo a sensação de saciedade. Ao mesmo tempo, aumenta o volume do bolo fecal no intestino e melhora os movimentos peristálticos, o que é excelente para quem sofre de constipação”.

Carência

Segundo a Dra. Nagahama, o camu-camu pode ser encontrado nas feiras do Cigs, Coroado, Manaus Moderna e Panair. A fruta, inclusive, está sendo melhorada geneticamente para cultivo em terra firme. “Por ser um fruto original de terra alagada, acredito que este seja o motivo da escassez nos outros mercados, ao contrário da jabuticaba, que cresce em terra firme”, declara.