Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Médico alerta para cuidados com o uso do condicionador de ar

As pessoas que têm algum tipo de doença respiratória podem, sim, ficar em ambiente com ar-condicionado e não existe um tempo ideal

Com a chegado do verão, demanda por ar-condicionado aumentou

Para quem sofre com doenças respiratórias, o ar-condicionado pode se tornar um grande vilão (Gilson Mello)

Nessa época do ano o calor aumenta muito e para tentar driblar o desconforto causado pelas altas temperaturas, uma das alternativas é o uso do condicionador de ar. No trabalho, em casa ou no carro, o aparelho ajuda a aliviar o calor. Entretanto, para quem sofre com doenças respiratórias, o ar-condicionado pode se tornar um grande vilão.

O otorrinolaringologista do Hospital CEMA, Alfredo Lara, explica que alguns indivíduos possuem mais sensibilidade quando expostos a ambientes climatizados. "Nas pessoas com predisposição, são frequentes as crises de doenças infecciosas e alérgicas, como episódios de asma, rinite alérgica, sinusites entre outros", afirma o médico.

As pessoas que têm algum tipo de doença respiratória podem, sim, ficar em ambiente com o condicionador e não existe um tempo ideal. O mais importante, nesta situação, é a higiene do equipamento: se ele estiver com a manutenção em dia, é perfeitamente possível não sofrer com o excesso de calor.

"A exposição prolongada ao aparelho resseca muito as vias aéreas, por isso é aconselhável hidratar-se bastante", recomenda o especialista do CEMA. Manter os ambientes arejados e ventilados, com uma boa umidade relativa, é uma recomendação fundamental. Também é aconselhável lavar as vias aéreas e olhos com soluções fisiológicas. Em caso de persistência dos sintomas a indicação é procurar o médico.