Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Comerciantes apostam em vendas via WhatsApp e obtêm ótimos resultados em Manaus

Para quem acha que o aplicativo não passa de uma ferramenta para bater papo, os comerciantes locais provam o contrário com negócios lucrativos

Pelo WhatsApp é possível comprar roupas femininas, infantis e até cestas e café da manhã para o Dia dos Pais, entre outros

Pelo WhatsApp é possível comprar roupas femininas, infantis e até cestas e café da manhã para o Dia dos Pais, entre outros (Márcio Silva)

Para muita gente o WhatsApp deixou de ser apenas um aplicativo de bate-papo e se tornou, também, uma ferramenta usada para ganhar dinheiro. Em Manaus, comerciantes que apostam na tecnologia não se arrependem e comemoram o sucesso das vendas pelo celular.

É o caso da bióloga Thayana Cruz, 23, que desde abril mantém uma loja virtual de roupas femininas. “As vendas são feitas exclusivamente pelo WhatsApp. As clientes conferem os produtos no Instagram (@loja4girls) e no WhatsApp podem ter mais detalhes sobre as peças e fechar a venda. “Vi que essa era uma ótima estratégia, mesmo porque hoje em dia as pessoas não têm muito tempo, vivem na correria, então acaba sendo mais prático”, considera.

As peças chegam de outros Estados e a própria Thayana faz as fotos para divulgação. “Por enquanto é uma fonte de renda auxiliar, mas ajuda bastante e pretendo ampliar ainda mais”, finalizou.

Com mais de 7 mil seguidores na página @babyberrystore, Danielle Rodrigues, 23, também percebeu que poderia lucrar bastante nas vendas pelo aplicativo. “Vou completar 1 ano no ramo e hoje essa é a minha principal fonte de renda. O atendimento é muito mais rápido e prático. Mais pra frente quero abrir uma loja física, mas sem deixar de investir nas vendas online”, disse ela, que já entregou pedidos até para fora do Amazonas.

Para a empresária Sabrina Maranhão, 31, que tem uma loja no Centro de Manaus, as vendas pelo WhatsApp são tão ou mais vantajosas quanto de outras formas. “Agora começamos a investir nas cestas para o Dia dos Pais e nessas datas sazonais é quando mais vendemos pelo aplicativo. Com as cestas, por exemplo, 90% é resolvido pelo WhatsApp. Divulgamos por meio de panfletagem, Facebook e Instagram (@mimofinopresentes) e efetuamos a venda direto com o cliente no aplicativo”, disse Sabrina, que reforçou que os clientes podem pagar pelos cartões e receber os produtos em casa.