Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Mulheres dominam 18ª edição do Festival Amazonas de Ópera, que acontecerá de abril a junho

Programação terá 39 eventos, de recitais e concertos a shows de rock, e inclui desde clássicos tradicionais até uma produção inspirada em um poema do amazonense Max Carphentier

A programação completa foi divulgada na página da Secretaria de Estado de Cultura no Facebook

A programação completa foi divulgada na página da Secretaria de Estado de Cultura no Facebook (Euzivaldo Queiroz)

Os mistérios e a complexidade do universo feminino pela ótica de três diferentes mulheres e a estreia mundial de uma grande produção inspirada em um poema de Max Carphentier são os destaques do XVIII Festival Amazonas de Ópera, evento realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, que começa dia 19 de abril até 4 de junho, em Manaus (AM), com um total de 39 concertos e recitais, oficinas, concertos e mesas redondas que tornam o evento o maior do gênero no Brasil e um dos mais importantes do mundo.

De acordo com o secretário de Cultura, Robério Braga, esta edição tem caráter mais clássico e tradicional em termos operísticos que as anteriores, destinado principalmente à formação e ampliação de plateia e também para atender a programação cultural “Amazonas de Todas as Artes”, que terá 1,2 mil espetáculos e eventos culturais na cidade antes e durante a Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014.

“Dando continuidade a politica do governador Omar Aziz de incentivo e valorização dos artistas locais, chegamos à maioridade do Festival de Ópera com mais de 95% dos técnicos, cenógrafos, músicos, iluminadores, tenores e artistas em geral formados no Amazonas ou pertencentes aos Corpos Artísticos do Estado, o que nos transforma em um dos principais centros de talentos e de cultura do País”, ressaltou Robério Braga.

Orçado em R$ 4,1 milhões, o evento é patrocinado pelo Bradesco e tem como pilares quatro óperas – “Manon Lescaut”, de Giácomo Puccini; “Lucia Di Lammermoor” de Gaetano Donizetti; “Carmen” de Georges Bizet; e “Onheama”, obra inédita destinada ao público infanto-juvenil encomendada para o festival junto ao compositor, regente e diretor da Sala Cecília Meireles (RJ), João Guilherme Ripper, e que tem como base o poema “A infância de um guerreiro”, do amazonense Max Carphentier.

Cada peça tem três apresentações no Teatro Amazonas a partir do dia 20 de abril, com as exceções de “Lucia” que terá um quarto espetáculo no dia 3 de maio e “Onheama”, que também será encenada no Largo de São Sebastião na noite de 1º de junho.

Um dia antes da estreia de cada ópera, todo o elenco, músicos e equipes de produção participarão de mesas redondas abertas aos artistas locais e ao público para troca de informações e experiências no Centro Cultural Palácio da Justiça.   

Recitais e rock

A programação paralela do XVIII Festival Amazonas de Ópera de recitais, vesperais e concertos também está repleta de novidades e atrações para todas as idades e públicos na região central de Manaus e em diversos bairros da cidade.

A tradicional série Recital Bradesco tem um total de sete espetáculos e incluem desde apresentações das classes de canto do Coral do Amazonas e da Casa Ivete Ibiapina (dias 2 de abril e 27 de maio respectivamente) a shows temáticos como “Música Francesa”, “Rosina a garota de Sevilha - De Capitu a Amélia”, “Três Tenores”, “Cabaret” e “Música Brasileira”, para citar alguns.

Entre os concertos, os destaques ficam para o show em homenagem ao Dia das Mães, com um repertório que passa pelos Fab Four – The Beatles, a Chico Buarque, Ivan Lins, Pixinguinha e o amazonense Nícolas Jr nos dias 11, 13, 15 e 17 de maio e “rOCkA” (2, 3 e 4 de junho), com a Orquestra de Câmara do Amazonas e a banda local Immigrant, que apresentará clássicos do rock dos anos 1970 e que deve repetir o sucesso do show/tributo à banda inglesa Queen no festival do ano passado.

Para conferir a programação completa do XVIII Festival Amazonas de Ópera, outras informações sobre o evento e demais ações e projetos desenvolvidos pela Secretaria de Estado de Cultura em todo o Estado acesse facebook.com/culturadoamazonas.

As mulheres e a diva

A jovem, bela e materialista Manon Lescaut, a loucura de Lucia di Lammermoor diante do amor impossível e a sensual cigana Carmen, para quem “o amor é um pássaro rebelde que ninguém consegue domar”, compõem o trio de personagens femininas que domina a programação do XVIII Festival Amazonas de Ópera.

De acordo com o maestro Marcelo de Jesus, que ao lado de Luiz Fernando Malheiro divide a direção artística do evento, a opção por incluir três das mais importantes protagonistas da música lírica em todos os tempos confere ao festival uma “personalidade” feminina e reflexiva sobre o papel da mulher não apenas nas artes, mas na sociedade em geral.

“Por trás destas histórias tão distintas estão temas como o casamento, a pressão dos meios sociais por certos comportamentos, preconceitos e tabus, muitos dos quais talvez permaneçam até os dias atuais e que merecem ser revistos”, explica Marcelo de Jesus.

E para fazer jus a estas importantes protagonistas, foram escaladas para os papeis principais as sopranos Daniella Carvalho (Manon), Anna Skibinsky (Lucia), Dhijana Nobre (Lucia e a mítica Iara em Onheama) e a chilena naturalizada espanhola, Cristina Gallardo-Domâs como Carmen.

Principal estrela do festival, Cristina está entre as mais importantes vozes da música lírica mundial na atualidade e tem no currículo apresentações nos principais palcos do mundo como o Teatro alla Scala de Milão (Itália), Metropolitan Opera em Nova Iorque (EUA), Staatsoper de Viena (Áustria), Ópera Nacional de Paris (França) e Ópera de Tóquio (Japão), entre muitos outros espetáculos e festivais por todo o mundo.

“Ela é a grande diva do momento e uma das melhores intérpretes de Carmen de todos os tempos. Além da oportunidade de assisti-la no Teatro Amazonas, sua presença no Festival de Ópera trará muitos ganhos para nossos cantores, barítonos, sopranos locais”, destacou Marcelo de Jesus.

 Preços

Os preços dos ingressos do XVIII Festival Amazonas de Ópera para os espetáculos e apresentações no Teatro Amazonas variam de R$ 5 a R$ 80 (inteira), de acordo com a data e a localização do assento, como mostra a tabela abaixo, e estarão disponíveis para venda no site www.bestseat.com.br e na bilheteria do Teatro Amazonas (92 3232-1768).

Para os demais espetáculos em outros teatros e espaços culturais da Secretaria de Estado de Cultura, os valores das entradas ainda estão sendo definidos e devem ser divulgados em breve.

Não serão cobrados ingressos aos eventos nos centros de convivência do idoso e em praça pública.


* Com informações da Secretaria de Estado de Cultura.