Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

58º Festival Folclórico do AM inicia com danças e animação

Neste domingo (24), noite começa com apresentação da Quadrilha “Os pistoleiros na Roça”. Às 20h25 será a vez da Dança Nacional Afro Brasileira, e depois se apresentará o Boi Bumbá Master Brilhante

Apresentações acontecem diariamente e festival tem entrada franca

Apresentações acontecem diariamente e festival tem entrada franca (Divulgação)

Contando com mais de 100 apresentações folclóricas até o dia 15 de setembro, a 58ª edição do Festival Folclórico do Amazonas teve início neste final de semana em Manaus, na arena do Centro Cultural Povos da Amazônia (antiga Bola da Suframa), no bairro Distrito Industrial, Zona Sul. Com entrada franca, as apresentações acontecem diariamente.

Promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), em parceria com a Prefeitura de Manaus, via Manauscult, o festival iniciou com três grupos: Dança Nacional Xote de Carolina, o grupo Quadrilha Gaviões na Roça, e com o tradicionalíssimo boi Corre Campo, que existe há 72 anos e faz parte da cultura popular da capital amazonense.

Estimando um público de 15 mil pessoas por fim de semana, a organização do evento espera que famílias, jovens, crianças e adultos aproveitem os 24 dias da festa para curtir as danças, brincadeiras e o folclore, além de estimular a solidariedade na Praça de Alimentação, onde toda a verba será destinada a instituições filantrópicas.

Segundo a diretora executiva da SEC, Beth Catanhede, o evento foi desenhado com novos formatos, regulamento, edital de credenciamento a partir da contribuição democrática e participativa de cada folclorista, que participou das diversas reuniões realizadas desde abril, para que se chegasse ao modelo atual.

“Estamos vendo um Festival Folclórico preparado com muito esmero e carinho, com todos discutindo a organização, com programação sorteada e com cada dança recebendo diretamente o recurso, para poder apresentar um lindo espetáculo, da melhor forma, escolhendo onde e como investir”, diz Beth.

Para João Pereira de Freitas, 38, comerciante, o brilho das danças foi empolgante na primeira noite, mostrando beleza e capricho nas produções. “Gostei muito. Vim com minha família e filhos, e eles gostaram muito. O nosso folclore, as danças, são muito bonitas e são tradição na cidade. Espero que mais pessoas venham curtir a festa. Estão de parabéns”, disse.

Apresentações

No sábado (23), a programação teve a Dança Internacional Al-Karak, a quadrilha Vitória Régia e o Boi Bumbá Garanhão. Neste domingo (24), a primeira apresentação será da Quadrilha “Os pistoleiros na Roça”. Às 20h25 será a vez da Dança Nacional Afro Brasileira apresentar seu trabalho ao público. O Boi Bumbá Master Brilhante fará a última apresentação do domingo.

Na segunda-feira (25) também haverá festa, com as seguintes apresentações: Garrote Regional Majestoso (19h30), Quadrilha Alternativa Geração 2000 (20h35), Bumbá Regional Filhos do Sol (21h30), Cacetinho Katytuis (22h35) e Dança Nordestina Capitão Silvino (23h30).

Toda a arrecadação com a venda de alimentos durante o Festival será revertida às 30 instituições sem fins lucrativos cadastradas na Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (SEAS). Nos bastidores, além da organização e infraestrutura de sonorização e iluminação, atuam diversos órgãos como Manaustrans, SMTU, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Susam e Semsa, Vigilância Sanitária, para citar alguns.

Novidades

Este ano, o Festival Folclórico do Amazonas conta com diversas novidades, como o acesso e decesso em todas as categorias. As mudanças no edital foram formatadas com a participação dos representantes de todos os grupos em reuniões na sede da SEC. A regra de acesso e decesso se aplica inclusive aos Bumbás de Manaus.

Ainda de acordo com o novo edital, o primeiro colocado na categoria prata, que é patrocinada pela Prefeitura, terá automaticamente o direito de receber o patrocínio do Estado no ano seguinte. Já os últimos colocados dentre os grupos patrocinados pela SEC, na categoria ouro, no próximo ano terão patrocínio municipal.

Todas as categorias concorrentes serão avaliadas por um grupo de jurados selecionados em instituições que tenham ligação com arte e cultura no Amazonas. Os jurados avaliarão as apresentações atendendo aos critérios específicos de cada categoria e modalidade.

“Essas mudanças vão beneficiar significativamente o Festival, pois farão com que os grupos apresentem performances cada vez mais profissionais”, afirmou o secretário de Cultura, Robério Braga.

*Com informações da assessoria de imprensa