Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

‘Até o Tucupi’ promove debate sobre produção cultural no AM nesta quinta-feira

Evento acontece no Sebrae, às 19h, como parte da programação do circuito, promovido pelo Coletivo Difusão neste mês

Sebrae-AM

Edifício do Sebrae, na Av. Leonardo Malcher, Centro de Manaus (Divulgação)

Com o objetivo de estabelecer um debate franco sobre as ações de fomento à cultura no estado do Amazonas, o ‘Até o Tucupi - Circuito de Artes Integradas 2013’, estará realizando hoje, 19, às 19 horas, uma mesa com representantes de instituições públicas e produtores culturais da cena amazonense. O evento ocorre no Sebrae (Avenida Leonardo Malcher, 924 - Centro/ Sala 07), de forma gratuita e aberta ao público.

A mesa “Festivais como plataforma de fomento a cultura” irá avaliar conceitos, debatendo captação de recursos, produção e acesso. Visualizando festivais e eventos que reúnam grande número de artistas. Estarão presentes no evento: Caio Mota (Rede Brasil de Festivais); Bernardo Monteiro de Paula ou Márcio Brás (Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos/ Manauscult); Christiana(Secretaria de Estado da Cultura do Amazonas/ SEC-AM); Rodrigo Guedes ou Bruno Soares (Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer/ Semjel); Sâmia Nunes (Sebrae-AM); Douglas Rodrigues (Estação Artfato); Edgar Kimo (JarakillersFest); Davi Escobar (Cauxi produções); Luneta Mágica; Negro Lamar (Movimento Hip Hop); Cida Ari-Poria (Coletivo Feminino Mariam); Elisa Maia (Coletivo Difusão); e Paulo Trindade (Casa Fora do Eixo Amazônia).

Circuito
Ocorrendo de 4 a 22 de dezembro, em Manaus, o ‘Até o Tucupi - Circuito de Artes Integradas’, neste ano, veio buscar uma ação compartilhada, promovendo a interação entre diversos segmentos da arte, de forma não-competitiva. Com uma linguagem diferenciada e inovadora, o evento é composto por uma série de projetos independentes, de várias formas artísticas e socioculturais, além de atividades de formação na área cultural, espalhados pelas zonas da cidade.

Sem nenhum tipo de patrocínio, o projeto buscou fomentar as produções culturais independentes de baixo custo, estimulando práticas associativas e estabelecendo parcerias entre profissionais e mobilizadores culturais.

O Até o Tucupi é produzido desde 2007 pelo Coletivo Difusão e tem como objetivo valorizar as produções artísticas realizadas no Amazonas, promovendo o intercâmbio entre agentes culturais de outras regiões do país, no que tange ações de qualificação, produção, circulação e troca de tecnologias sociais referentes a cadeia produtiva da cultura independente.

* Com informações do Coletivo Difusão