Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Um anticoncepcional cheio de vantagens

O chip " milagroso" virou mania entre as brasileiras

A doutora Raquel Braga, ginecologista, há 12 anos recomenda o implante do anticoncepcional

A doutora Raquel Braga, ginecologista, há 12 anos recomenda o implante do anticoncepcional (Juca Queiroz)

Um anticoncepcional cômodo e seguro, que de quebra ainda combate várias doenças, além de estimular o aumento da libido e o ganho de massa muscular tem feito a cabeça das mulheres. O chip “milagroso” virou mania entre as brasileiras.

 “As mulheres que sofrem com patologias como endometriose e adenomiose, além de doenças que causam cólicas terríveis também se beneficiam com o implante” esclarece a ginecologista Raquel Braga (Inf: 3659-3806). Segundo ela, a suspensão do período menstrual, estimulada pelo uso do chip, é o fim do sofrimento.

Não existe contra-indicação, todas as mulheres podem implantar o chip. Entretanto, a dosagem é individualizada, exageros são prejudiciais a saúde. “Hoje, o chip é alvo da curiosidade feminina. Tornou-se ainda mais atrativo por estimular o aumento da libido e ganho de massa muscular, no entanto, o uso deve obedecer a protocolos e indicações sempre sob supervisão médica”, alerta a doutora.

 Chipadas

Se tornar uma mulher chipada é simples. Raquel Braga garante que logo após o procedimento, a pessoa pode voltar aos seus afazeres normalmente. Basta ter pequenos cuidados com o local da injeção. “Por exemplo, se for no bumbum é bom usar uma cinta”, recomenda.

 Após a implantação, o hormônio aos poucos vai para a corrente sanguínea, de maneira segura e com dosagem personalizada, no período de seis meses a um ano. O chip, é similar aos hormônios produzidos pelo próprio organismo, por isso causa menos efeitos colaterais e são considerados mais seguros que os hormônios sintéticos.

O chip, por dentro


O chip, na verdade, é um pequeno tubo (tem entre 4 a 5 cm) com cerca de 50mg de uma substância hormonal pura, que pode ser estradiol e testosterona bioidêntica, ou progestínico.