Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Sucesso na Web, vlogueira Camila Uckers fala sobre a carreira

Em entrevista exclusiva, a webcelebridade e uma das atuais participantes do “Rola ou Enrola”, reality do Programa da Eliana, comenta atual fase profissional  e relembra episódios mais marcantes 

"Não é um personagem, sou assim mesmo", afirma Camila Uckers sobre sucesso meteórico na Web

"Não é um personagem, sou assim mesmo", afirma Camila Uckers sobre sucesso meteórico na Web (Divulgação)

Magricela, sem papas na língua e com um vocabulário, digamos, bastante peculiar. Esta é Camilla Uckers, a cearense de 22 anos que vem traçando um caminho de sucesso na “vlogosfera” brasileira, com vídeos em que aparece fazendo críticas sobre os mais variados temas, desde o beijo gay da novela “Amor à vida” a uma experiência não tão boa com o desodorante Rexona. Até o fechamento desta edição, seu canal oficial no YouTube já tinha 215.378 inscritos e mais de 30 milhões de visualizações.

Nascida Camilla Bezerra Dantas, a webcelebridade adotou o sobrenome Uckers em homenagem ao cantor Christopher Uckermann, integrante da sua banda favorita, a mexicana RBD. Foi com um vídeo referente ao grupo, inclusive, que a vlogueira ficou inicialmente conhecida pelo público. Em setembro de 2010, ela postou um clipe em que criticava o portal de notícia Ego por ter errado a grafia da banda - ao invés de colocar RBD, o site publicou RDB.

“Quando eu fiz o ‘Safadeza oculta’ (nome do vídeo), jamais imaginaria que fosse tamanho sucesso”, diz Camilla, em entrevista exclusiva à equipe de reportagem do BEM VIVER. “Eu apenas mandei um recadinho para o Ego, porque achei uma pouca vergonha eles errarem o nome do grupo que eu mais admiro. Fiquei tão indignada que gravei um vídeo falando que o erro era uma ‘safadeza oculta’ e, quando percebi, ele já estava sendo visto por mais de 900 mil pessoas”, completa.

O bordão “safadeza oculta” caiu na boca do povo, acompanhando, por exemplo, as eleições daquele ano. “A galera o usava para dizer que certo político estava roubando, e isso fez com que o vídeo tivesse ainda mais acessos”, recorda. No entanto, apesar do estardalhaço feito na Internet, a vlogueira confessa que, no início, a notoriedade alcançada também trouxe coisas ruins. “Acertei no bordão e tive sucesso, mas meu primeiro vídeo foi super odiado. Passei semanas sem sair de casa com medo das pessoas”.

Em família

Quando não está soltando o verbo no YouTube ou atrás de um pretendente no quadro “Rola ou enrola” (leia mais no box), Camilla gosta de “trollar” - tirar sarro ou zoar - as pessoas. Sua vítima predileta nas pegadinhas, gravadas e carregadas em seu canal oficial, é ninguém menos que a sua avó. Em um de seus vídeos mais famosos, a webcelebridade aparece dizendo à matriarca que está grávida, e que não sabe de quem.

“O que é mais engraçado nas ‘trollagens’ que faço com a minha avó é que ela é bem dramática, e isso faz com que o vídeo fique mais engraçado. O pessoal sente pena e ainda ri das explosões dela”, destaca Camilla. “A minha avó tem raiva quando descobre que eu filmei ela, me ameaça, dizendo que vai me bater, e depois fica reclamando, dizendo que está gorda no vídeo”. A respeito da reação da família, por sinal, a vlogueira diz que já estão todos acostumados. “Desde novinha eu já era desbocada. Agora aguentem!”.

Parceria

Em fevereiro deste ano, Camilla se juntou a outro nome de peso da web: o potiguar Romário Lima, mais conhecido como Romagaga. Juntos, os dois “lacraram” com uma paródia de “Work bitch”, sucesso de Britney Spears, intitulada “Kit pobre”. O vídeo, lançado no dia 5, já possui mais de 470 mil visualizações. “Eu já assistia aos vídeos do Romagaga na Internet e pensei que pudesse rolar essa parceria. Quando produzi a música com o meu assessor, entramos em contato e ele topou na hora. Em poucos dias, entramos no estúdio e filmamos tudo”, revela.

A produção, com pouco mais de quatro minutos, mostra a dupla sensualizando numa praia. Alguns pedreiros de uma obra próxima ao local perderam a timidez e também participaram do vídeo. “Foi gratificante para ambas as partes. Essa paródia foi a minha primeira colaboração e não poderia ter sido com outra pessoa que não fosse o divo Romagaga”.

Duas perguntas para ‘Camila Uckers’

Entre os seus vídeos mais famosos, qual - ou quais - você destacaria? Por que?

Acho o vídeo “Tamanho não é documento um dos mais sinceros do meu canal. Eu vejo por aí a banalização dos pênis, como se os únicos desejados fossem os grandes, quando, na verdade, tamanho não importa e sim a forma como a pessoa faz. Se é grande ou não, o amor sempre prevalecerá, já que nenhum relacionamento vive apenas de sexo.

Algumas das coisas que mais chamam a atenção em você são a voz e o vocabulário. Você é assim mesmo no seu dia a dia? E as expressões como ‘quem é você no pau da arara’ e ‘safadeza oculta’, de onde as tira?

Eu sou mulher da roça. Minha mãe foi criada na cidade de Mombaça, que fica localizada no interior do Ceará. Quando eu ia para lá, amava andar de pau-de-arara. É muito angustiante sentir a sensação que o caminhão vai virar quando passa por um buraco. É a maior adrenalina de que já passei. As expressões eu crio na hora que estou fazendo os vídeos e não é um personagem, sou assim mesmo!