Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Aluguel de imóveis por meio da internet se transforma em tendência do turismo

A onda agora é hospedar-se em lugares incríveis e únicos, ao redor do mundo, inclusive no Brasil, utilizando os sites de hospedagem alternativa. Confira

Casa com piscina em Bali, na Indonésia

Casa com piscina em Bali, na Indonésia (Divulgação)

De apartamentos e quartos a casas na árvore, barcos-casa e bangalôs na praia. A onda agora é hospedar-se em lugares incríveis e únicos, ao redor do mundo, inclusive no Brasil, utilizando os sites de hospedagem alternativa.

O pioneiro e maior desses sites é o Airbnb, fundado em 2008 e que hoje já tem presença em 194 países. Há dois anos no Brasil, o serviço permite que o usuário alugue a própria casa ou apenas um cômodo dela. Levantamento recente aponta que o Airbnb já conta com cerca de 20 mil anúncios no Brasil, 9.000 deles no Rio, seu maior mercado mais importante no País. Moradores de Manaus também já recebem hóspedes por esse sistema e, com a aproximação da Copa do Mundo, essa tendência deverá se consolidar.

Para o “anfitrião” – como é chamado o dono da casa ou do apartamento –, o serviço proporciona uma renda extra, além do ganho cultural, pois pode receber gente de várias partes do mundo. Já o hóspede geralmente paga menos que em hotéis e pode aproveitar o anfitrião como guia da cidade.

Mas é possível alugar uma casa ou apartamento sem a presença do dono. Nesse caso, é preciso ficar atento a alguns detalhes, como combinar os horários de check in e check out (os prédios residenciais no exterior geralmente não têm portaria) e é aconselhável levar o endereço e contato de quem irá levar e pegar de volta as chaves do imóvel e fazer a inspeção final.

Na chegada, quem recebe mostra o ambiente, o que está disponível – de utensílios de cozinha a roupas de cama e banho a senha do wifi (item imprescindível hoje em dia) – e dá instruções básicas (se há restrição a reuniões ou consumo de cigarro, como funciona a máquina de lavar louças ou como é a vizinhança, por exemplo).

OUTROS DETALHES

Uma dica importante, no caso de quem vai procurar alugar um espaço ou imóvel, é ler atentamente as avaliações dos usuários que ali estiveram anteriormente, além de solicitar fotos dos os cômodos da casa ou apratamento – se, ao chegar ao local, você constatar que as condições são diferentes, é seu direito desistir do acordo. Outro ítem importante é conhecer bem as regras do aluguel, sobretudo a política de cancelamento, pois ela é a garantia para receber parte ou todo o dinheiro de volta caso não possa viajar.

Outra dica importante é pesquisar sobre a região onde fica o imóvel (se há mercado, farmácia e linhas de ônibus ou metrô). Em caso de dúvida, pergunte ao seu possível anfitrião - por meio do site ou de email. O anfitrião pode verificar o perfil do possível hóspede em redes sociais, antes de aceitar alugar um cômodo ou imóvel e, caso permaneça na casa, reza a regra que deve dar uma atenção especial a quem chega. Para quem não vai ficar no imóvel, é aconselhável manter contato com o hóspede durante a estadia, ligando ou enviando email, para checar se está tudo bem.