Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Amazonas expande seus encantos mundo afora por meio de 'lembranças' criativas

Artesanato, camisetas e artigos gastronômicos da região estão entre as ‘lembranças’ mais prestigiadas e adquiridas por turistas e até mesmo amazonenses

Loja conceito do Sebrae terá artesanato com um toque de design

Loja conceito do Sebrae terá artesanato com um toque de design (Amanda Guerreiro/Divulgação)

No francês, souvenir quer dizer memória – para quem viaja, ela pode ser de um tempo ou destino turístico que marcou as últimas férias ou o início de um romance. Assim, as boas lembranças se materializam em artigos que podem ser utilitários, decorativos, folclóricos e até místicos/religiosos, como é o caso da famosa fitinha do Bonfim, típica da Bahia. A riqueza da cultura amazonense também se traduz na ampla variedade de suvenires, de influências caboclas e indígenas, que podem ser encontrados em pontos estratégicos de Manaus.

Quem passou pela cidade no último mês e voltou para casa com diversas “lembrancinhas” na mala foi a professora Liliane Ferrari, de São Paulo. Em visita a lugares como a Galeria Amazônica (Largo São Sebastião), Centro Cultural Povos da Amazônia e o tradicional Mercado Municipal Adolpho Lisboa, ela comprou de cosméticos regionais a artes indígenas. “Amo o artesanato tradicional, mas só compro de quem não explora o artesão”, conta.

“Fui ao Porto da Ceasa e lá comprei direto de uma indígena umas cabaças talhadas na forma de animais. Como fui a trabalho, não estava na pegada de férias, então só trouxe coisas para minha filha e meu marido. Em todo canto que vou procuro por bonecas artesanais e brinquedos locais para dar para a Luisa”, completa Liliane.

No roteiro desta sexta-feira, o BEM VIVER traz sugestões de suvenires amazonenses para os turistas brasileiros e estrangeiros que estão prestes a desembarcar no Estado por conta da Copa do Mundo.

Biojoias


Feitas com produtos retirados da natureza, essas peças remetem aos adornos indígenas e podem ganhar combina-ções com o ouro e a prata. A grife Rita Prossi tem duas décadas de experiência no design de biojoias e está trabalhando com itens para a Copa, como colares de fibra de arumã tingidos nas cores da bandeira. Outras opções também podem ser encontradas no Mercadão (braceletes no topo).

Onde: Mercado Municipal Adolpho Lisboa / Rita Prossi (Manauara Shopping e loja na av. Mário Ypiranga, 1.999, lj 9 / (92) 3632-1859).

Tradição


Carro-chefe dos suvenires regionais, as obras artesanais são ricas em formas e cores. No Mercadão, os preços variam de R$ 3 (ímã) a R$ 240 (quadro de fibra). O quiosque de Antônio Jacaré, por exemplo, trabalha com peças adquiridas diretamente de artesãos das etnias Ticuna, Baniwa e Dessana. Já no box de Michael Matos, canecas de cerâmica com design marajoara aludem às seleções que jogarão em Manaus durante a Copa.

Onde: Mercado Municipal Adolpho Lisboa (rua dos Barés, Centro) / feira da Praça Tenreiro Aranha (rua Guilherme Moreira, Centro) / Feira da Eduardo Ribeiro (somente aos domingos) / brasil original (Amazonas Shopping, av. Djalma Batista).

Comida e bebida


Com ações imunológicas e antioxidantes, a castanha está entre as lembranças gastronômicas mais procuradas em pontos como o Mercadão. Os licores finos Kaá Yu’sara, da Sohervas da Amazônia, são outra opção para presentear os amigos. Nos sabores açaí, camu-camu, cacau, cupuaçu e jenipapo, eles custam R$ 15 (50ml) e R$ 50 (500ml). O sabor amazônico também pode ser reconhecido nas cervejas regionais Amazon Beer. Já os doces da Bombons Finos trazem suculentos recheios de polpas de frutas como o cupuaçu.

Onde: Sohervas (Manauara Shopping, Cachaçaria do Dedé, Conde do Pão, Bodega da Vila e Tambaqui de Banda) / amazon beer (Cachaçaria do Dedé).

Design agrega valor


Na Loja Conceito Brasil Original, que abre neste sábado e segue até 27 de junho, o artesanato da região é levado a um outro patamar. Os artesãos selecionados receberam consultoria especializada em Design e tiveram seus produtos submetidos a um teste de mercado no período da Copa das Confederações. A ação é do Sebrae-AM.

Onde: Amazonas Shopping, av. Djalma Batista.

Amazônia para vestir


Os Barés e Caboquês Ilustrado (modelo de chapéu) são camiseterias que fazem sucesso entre o público jovem, com referências que vão da vida urbana às lendas amazônicas. Uma novidade da grife TeG, parceria de Tânia Castro, Gisele Alfaia e Lara Dennys, são as estampas pensadas para a Copa, com direito a muito verde e amarelo e temas como fauna e flora.

Onde: Os Barés (Amazonas Shopping; rua Costa Azevedo, Centro; Feira da Eduardo Ribeiro) / Caboquês Ilustrado (Manauara Shopping, av. Mário Ypiranga) / TeG (rua Rio Madeira, Vieiralves /(92) 3308-3236).