Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Autora Alessandra Esteves lança guia de vinhos italianos

O primeiro livro da autora intitulado 'Vinhos da Itália: O guia definitivo para você entender os vinhos italianos' foi escrito com ligação familiar e afetiva pelo país

Alessandra é certificada pela escola inglesa Wine & Spirit Education Trust (WSET)

Alessandra é certificada pela escola inglesa Wine & Spirit Education Trust (WSET) (divulgação )

O primeiro contato de Alessandra Esteves com o vinho não foi lá muito glamouroso: o primeiro rótulo que ela provou na vida vinha numa humilde embalagem longa vida. Mas isso não a impediu de apreciar a experiência – tanto que veio a se tornar especialista no tema, e há pouco tempo lançou, em formato de e-book, o seu primeiro livro: “Vinhos da Itália: O guia definitivo para você entender os vinhos italianos”.

“Vinho não é para ser complicado, é para ser prazeroso, acompanhar a comida e para se dividir com amigos”, declara a autora. Exemplificando esse ponto de vista, ela produziu uma obra de fácil leitura, que revisita a história da bebida dos primórdios até a atualidade. “Começo pela história do vinho italiano, desde que os gregos chegaram à Itália, passo pelas principais uvas, pelas regiões produtoras, falo em harmonização entre vinho e comida e termino o livro com um capítulo sobre os principais produtores”, ela resume.

Alessandra conta que escolheu os italianos para seu primeiro livro pela ligação familiar e afetiva que tem com o país: “Tenho ascendência italiana e comecei bebendo vinho lá. No livro eu conto a história de como, sem querer, aos 19 anos descobri a magia do vinho”, revela a autora, que é advogada de formação e, há dez anos, estudiosa de vinhos. Ainda assim, considera que a bebida produzida na Itália tem qualidades únicas: “Acho os vinhos italianos muito gastronômicos, ou seja, acompanham muito bem qualquer tipo de prato e para mim, são completos. Há vinhos brancos, tintos, espumantes, vinhos de sobremesa; a Itália produz um pouco de tudo, e muito bem”.

Harmonia à mesa

Talvez uma das grandes preocupações de quem adentra no universo do vinho, a harmonização da bebida com o cardápio é um dos temas que Alessandra explora em seu livro. Mas a receita para não errar, segundo ela, é simples: “A regra de ouro é que o vinho e o prato devem ter o mesmo peso. Um vinho encorpado, como um Brunello di Montalcino, pede um prato encorpado como uma carne de caça. Um vinho leve como Prosecco pede um prato leve como aperitivo ou salada”.

A autora dá outros exemplos de “harmonia” à mesa. “O grande produtor Antinori tem o vinho Santa Cristina, é um vinho de ótima qualidade por um bom preço. Vem nas versões branco, tinto e rosé. Eu harmonizaria o branco com um prato de frutos do mar no sábado, o rosé com um final de tarde e o tinto com uma bela pizza no domingo a noite!”, sugere.

Outra dica é o vinho Chianti, feito por vários produtores, que Alessandra indica para acompanhar um macarrão com molho de tomates, uma carne ou uma pizza – o leitor pode experimentar com a receita de Tagliatelle à Bolonhesa nesta página. “Esse é um vinho que eu recomendo provar e ter em casa”, recomenda.

Entre os mais vendidos

Lançado em formato digital, “Vinhos da Itália” chegou ao 13º lugar no site da Amazon na semana de seu lançamento. Alessandra, que também se dedica ao Dama do Vinho (www.damadovinho.com.br), já pensa seguir em frente com futuros lançamentos. “Já estou pensando em algo sobre vinhos da Alemanha, onde vivi por alguns anos”, antecipa. “E também ‘Vinhos da Califórnia’, que ganhou uma votação que fiz no site há algumas semanas”.